Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 10jun

    PORTAL BONDE

    Que lutar contra a dependência do cigarro é difícil, isso os médicos, neurocientistas, fumantes e ex-fumantes já sabem.

    Seja pelo fato de a nicotina agir no sistema nervoso como estimulador da produção de neurotransmissores que geram a sensação de prazer, seja pelo medo que se tem de engordar após deixar o cigarro.

    Os dois fatores têm forte ligação e podem ser explicados pela influência da nicotina no cérebro. Segundo a nutricionista Juliana Martins, do Hospital Copa D’Or no Rio de Janeiro, não é um mito que quem tenta abandonar o cigarro tem grandes chances de engordar.

    Reprodução

     

    “A nicotina provoca duas sensações no fumante: bem estar e alterações no olfato e no paladar. Geralmente, a pessoa se sente bem ao fumar e, como não sente mais tanta atração pela comida, acaba se bastando muitas vezes no cigarro”, explica Juliana.

    Além de inibir a fome, a substância acelera o metabolismo e pode levar a uma perda de peso natural. “O equilíbrio do peso causado pelo cigarro não é saudável, no entanto, pois se o fumante se deixa levar pela falta de apetite e não se alimenta, pode chegar a um quadro de desnutrição”, diz.

    Quando consegue parar de fumar e a nicotina deixa de fazer efeito no organismo, em poucos meses o fumante já sente diferenças no olfato e no paladar.

    Ao aguçar estes dois sentidos, essenciais para o apetite, existem fortes chances de o indivíduo aumentar consideravelmente a ingestão de alimentos.

    Outro efeito comum é substituir o prazer que a nicotina garantia ao cérebro por balas, chocolates e outras guloseimas altamente calóricas e pouco nutritivas.

    A nutricionista recomenda a prática de exercícios físicos e psicoterapia como formas de aliviar as tensões pós-cigarro, uma vez que também são fontes naturais de liberação de bem estar.

    A alimentação também pode ser uma boa aliada para que o estágio entre o fim do tabagismo e a nova vida não seja uma etapa marcada por frustrações estéticas.

    O que incluir na alimentação

      Tomate, melancia e goiaba são ricos em licopeno, que além de combater o envelhecimento das células, estimula o sistema de defesa do organismo;

      Vegetais crucíferos, como brócolis, couve-flor e repolho são fontes de sulfarofanos, capaz de eliminar substâncias químicas;

    O resveratrol, a catequina e a epicatequina, antioxidantes presentes nas uvas vermelhas, sucos de uva e vinho tinto, são fundamentais para combater os radicais livres;

    Frutas cítricas (laranja, acerola, limão, goiaba e tangerina) também estão na lista dos alimentos fontes de antioxidante, pois são fontes de vitamina C que estimula o sistema imunológico;

    O chá verde e o chá branco são excelentes fontes de flavonoides e compostos antioxidantes;

    Vitaminas do complexo B, presentes nos cereais integrais, como aveia e os minerais zinco e magnésio encontrados na semente de abóbora, castanha de caju, nozes e pistache também auxiliam na proteção das células contra os radicais livres;

    O consumo de alho cru, como tempero, por exemplo, fornece sulfetos alílicos, como os antioxidantes aliina e alicina. Além disso, auxilia no combate a infecções atuando coimo antibiótico natural;

    Consumo de alimentos integrais e ricos em fibras é importante para o controle da saciedade. A chia é um grão rico em ômega 3 e que possui grande poder no controle da saciedade, sendo recomendado o consumo de 1 colher de sopa ao dia;

    Além destas inclusões, a ingestão de líquidos (além do leite e dos laticínios) e a alimentação regular a cada 3 horas é importante.

    Publicado por jagostinho @ 18:58



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.