Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 27abr

    UOL NOTÍCIAS

    A Câmara de Vereadores de Londrina (379 km de Curitiba) decidiu instalar na tarde desta quinta-feira (26),

    Homero Barbosa Neto (PDT), prefeito de Londrina/Valter Campanato/ABr

    por unanimidade, uma Comissão Processante contra o prefeito da cidade, Homero Barbosa Neto (PDT).

    Pré-candidato à reeleição, ele chegou a tentar acompanhar a sessão, agora à tarde, no prédio da Câmara, mas saiu diante do início de uma confusão nas galerias, tomadas por manifestantes.

    Os 18 vereadores presentes à sessão votaram pela abertura da CP, inclusive os sete parlamentares dos partidos da base que apoia Barbosa Neto.

    Apenas um vereador, Jacks Dias, do PT, se ausentou da sessão. Os trabalhos chegaram a ser suspensos por 20 minutos diante da presença do prefeito no local e do acirramento dos ânimos de cidadãos que acompanhavam a votação das galerias, lotadas.

    O pedetista decidiu sair, e a sessão foi retomada.

    O prefeito será investigado pelo Legislativo pelo suposto uso de seguranças terceirizados, pagos com recursos da Prefeitura, para serviços de vigilância em uma rádio de propriedade de sua família.

    Segundo a Câmara, o uso indevido dos funcionários pagos com recursos públicos ficou comprovado após a análise de três meses feita por uma CEI (Comissão Especial de Investigação) e na qual 19 pessoas foram ouvidas.

    Entre os depoentes, estavam os dois funcionários, os quais confirmaram que, apesar de receberem pela empresa Centronic Segurança e Vigilância Ltda, dona de contrato com o município, também trabalharam como vigias na rádio Brasil Sul, em turnos de 12 horas, de junho de 2009 a junho de 2010.

    O caso também é investigado pelo Ministério Público Estadual, que já ingressou ação de improbidade administrativa contra o prefeito.

    À Câmara, a denúncia foi apresentada pelo ex-secretário de Defesa Social do município, Benjamin Zanlorenci, hoje presidente do diretório local do PMN.

    O Legislativo em Londrina possui 19 vereadores, sete deles, integrantes da base aliada ao prefeito. Eram necessários 13 votos para que a CP fosse instalada.

    No final da sessão, policiais do Gaeco foram à Câmara intimar outros 11 vereadores para o inquérito que apura se o Executivo comprou votos de parlamentares –a mesma investigação pela qual foram presos o empresário e o ex-secretário. Os nomes dos intimados não foram divulgados.

    Prisões

    Além da discussão parlamentar, a possibilidade de uma CP contra o chefe do Executivo municipal alimentou também o noticiário policial da cidade esta semana.

    Na terça (24), foram presos um empresário e o ex-secretário de Gestão Pública e atual coordenador da campanha do prefeito, Marco Antonio Cito, acusados pelo MP de oferta de R$ 80 mil em propina ao vereador Amauri Cardoso (PSDB), da oposição, para que ele votasse contra a instalação da CP.

    Cardoso denunciou o caso ao MP e ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que efetuou as prisões em flagrante.

    Ontem, a Justiça decretou a prisão preventiva de ambos. A defesa do empresário e do ex-secretário aguardam julgamento de pedido de habeas corpus.

    Em entrevista coletiva ontem, o prefeito se disse vítima de um “golpe” e de “armação” do vereador. Ele ainda negou participação dele ou de secretários em tentativas de compra de voto de parlamentares.



    Publicado por jagostinho @ 12:13



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

6 Respostas

WP_Cloudy
  • Delmo Disse:

    Esse Barbosa tb gosta de um rolo hein? Não é o primeiro. Pela cara não me engana. Casa onde mulher manda dá nisso !!

  • Lucão londrinense Disse:

    Pelo que tenho acompanhado as provas são contudentes. Melhor seria o Barbosa enfiar o rabo no meio das pernas e sair de fininho. Londrina agradeceria.

  • Valmor Stédile Disse:

    Lucão londrinense tem acompanhado onde, na mídia? Não há prova alguma envolvendo o prefeito Barbosa Neto com irregularidades na administração de Londrina, ao contrário, ele está fazendo o que jamais alguém fez no combate à corrupção e em realizações em benefício de sua população. Querem tirá-lo do poder e do páreo, porque se continuar será reeleito com certa facilidade. Anotem aí.

  • Lucão londrinense Disse:

    Valmor eu vivo nesta cidade e sei o que acontece aqui. Não sei os seus interesses em defender o indefensável. Mas, respeito sua opinião. Assim como espero que respeite a minha. Só para terminar: se vc acha correto pagar com dinheiro público seguranças para emissora de rádio particular, então pensamos bem diferente mesmo !!!!

  • Míriam 8 Disse:

    Existem pessoas que não roubam nem furtam, apenas tomam emprestado para sempre..

    Assim como existem pessoas que não se vendem, os outros é que as compram..

    Ora, tbém existem políticos sérios em série e uma série de não sérios…….

  • Valmor Stédile Disse:

    Lucão, eu respeito a tua opinião, mas pondero que mesmo distante conheço o processo e sei os interesses encobertos por esses denuncismos todos. Não há qualquer interesse de minha parte senão o de navergar contra a maré midiática, quando esta se apresenta eivada de manobras e vícios, tendo à frente todos aqueles que tentaram de todas as formas impedir a eleição do prefeito Barbsoa Neto, você deve conhecer bem essa história, que com coragem e dignidade ajudei a construir.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.