Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 08abr
                                                                                                                               
    BLOG DO JOSIAS DE SOUZA

    Pesquisa do Ibope feita em Curitiba e divulgada neste sábado (7) revela que os candidatos Gustavo Fruet (PDT) e Ratinho Júnior (PSC) lideram a disputa pela prefeitura da capital paranaense.

    Fruet (na foto) obteve 26% das intenções de voto. Ratinho, filho do apresentador de TV homônimo, amealhou 24%. A margem de erro da pesquisa é de três pontos –para mais ou para menos. O quadro é, portanto, de empate técnico.

    Candidato à reeleição, o atual prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), aparece em terceiro, com 16%. Na sequência, vêm Rafael Greca (PMDB), com 7%; Dr. Rosinha (PT), 4%; e Renata Bueno (PPS), 2%.

    Num cenário sem Ratinho Júnior, Fruet sobe para 37%, contra 22% do prefeito Ducci. Noutro cenário, o Ibope apresentou aos pesquisados apenas os nomes dos três candidatos mais bem postos.

    Com 32%, Fruet empata tecnicamente com os 27% atribuídos a Ratinho Júnior. Ducci vem numa constrangedora terceira posição, com 18% da preferência dos eleitores.

    O Ibope foi às ruas por encomenda da radio CBN. Perscrutou também o resultado do segundo turno. Numa disputa direta com Ducci, Fruet prevaleceria por 46% contra 27%.

    Num embate contra Ratinho Júnior, o prefeito Ducci não teria melhor sorte. Se a eleição fosse hoje, perderia por 41% a 32%.

    Se o segundo round fosse entre Fruet e Ratinho, haveria um empate no limite da margem. Fruet arrastaria 42% dos votos. O filho de Ratinho, 36%.

    Para qualquer lado que se olhe, a pesquisa revela um quadro desalentador para o governador paranaense Beto Richa (PSDB). Ele frequenta a disputa como principal apoiador do prefeito Luciano Ducci.

    Para prestigiar Ducci, Richa negligenciou o potencial de Fruet, que era filiado ao PSDB. Abandonado pelo governador, Fruet migrou para o PDT. Negocia agora uma coligação com o PT.

    Ex-deputado tucano, Fruet notabilizou-se na Câmara pelo vigor com que se opunha ao petismo. Brilhou em duas CPIs: a dos Correios, que esmiuçou o mensalão, e a do Apagão Aéreo.

    Hoje, Fruet tricota com duas estrelas do PT paranaense: o casal de ministros Paulo Bernardo (Comunicações) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil). São consideráveis as chances de que a articulação resulte em acordo.

    Coligado com o PT, Fruet vai virar uma azeitona na empada de Gleisi, que se equipa para disputar o governo do Paraná em 2014. O principal antagonista da mulher de Bernardo será Richa, candidato natural à reeleição.

    Quer dizer: ao apostar em Ducci, numa parceria com o governador pernambucano e presidente do PSB Eduardo Campos, Beto Richa jogou ao mar um ex-companheiro e construiu uma escada para seus adversários.



    Publicado por jagostinho @ 13:54



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.