Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03abr

    [email protected]

    Programa Bom Aluno mostra que investir em educação de qualidade é a principal forma de melhorar a

    Dario Eugênio de Oliveira, que se prepara para assumir o posto de piloto na TAM

    vida do cidadão e promover o desenvolvimento do país.

    No último mês de março o Brasil passou a ocupar o posto de sexta maior economia mundial, no entanto, ainda há muito a melhorar. Em algumas áreas, como na de petróleo e gás, faltam trabalhadores qualificados para acompanhar o ritmo de expansão.

    Cenário que se repete em outros setores da economia. Além disso, estamos na 84ª colocação entre 187 países no ranking que mede o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH); atrás de Cuba e Uruguai.

    Reverter esse quadro pode ser mais simples do que se imagina. Iniciativas como a do Programa Bom Aluno têm mostrado o quando a educação é capaz de transformar a realidade de muitas famílias e de promover o desenvolvimento do país através da formação de profissionais conscientes e capacitados.

    O programa socioeducacional “adota” estudantes de famílias de baixa renda matriculados em escolas públicas e oferece bolsas de estudo em escolas particulares com melhor qualidade de ensino, além de cursos de línguas e profissionalizantes.

    Graças ao trabalho do Instituto Bom Aluno, muitos jovens tiveram suas vidas transformadas, como é o caso de Dario Eugênio de Oliveira que se prepara para assumir o posto de piloto na TAM.

    “O programa proporcionou uma grande revolução na minha vida e da minha família. Em nossa história familiar existe um roteiro para antes e depois do surgimento do Bom Aluno. Foi através dele que me preparei para aproveitar as diversas oportunidades que a vida ofereceu”, conta.

    Filho de lavradores, Dario tornou-se o primeiro graduado da família e conseguiu motivar também os irmãos na busca pelo curso superior.

    “Pratiquei a paciência e tive suporte para buscar a realização dos meus sonhos”, revela o rapaz, que se graduou em farmácia pela UFPR e agora realiza o sonho de se tornar piloto comercial.

    “Desde muito criança tinha o desejo de ser piloto, mas era algo impossível, considerando a estrutura financeira da minha família. O Bom Aluno foi o principal responsável por tornar sonho em realidade”.

    Para Maria Isabel Dittert, gerente do Instituto Bom Aluno, o crescimento dos alunos beneficiados pelo projeto é bastante perceptível.

    “Eles saem daqui mais preparados e confiantes para se desenvolverem profissionalmente”, conta.

    O programa é mantido por empresas como Gazeta do Povo/ RPC, Amil, TBG, Landys+Gir. Regional Imóveis, Racional Estruturas, Lume Tecnologia, Vipal, Prodata, Metalúrgica Expoente, Serdia Eletrônica Industrial, Pelissari Informática e BS Colway Pneus, além de pessoas físicas, como seis ex-alunos que foram beneficiados, e agora, já formados em cursos superiores, voluntariamente tornaram-se mantenedores.

    Maiores informações no site: www.bomaluno.com.br



    Publicado por jagostinho @ 17:47



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.