Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 27mar

    AGÊNCIA ESTADO

    A Fifa acobertou por anos Ricardo Teixeira, João Havelange e outros cartolas envolvidos em escândalos de corrupção, violando suas próprias regras.

    É isso que diz um relatório preparado por uma equipe contratada para propor reformas na entidade máxima do futebol e que foi entregue nesta semana à cúpula da Fifa.

    Os investigadores, liderados pelo reconhecido especialista anticorrupção Mark Pieth, vão propor a criação de um comitê de ética independente, auditores externos e a substituição de cartolas suspeitos por uma nova geração.

    O relatório foi preparado por juristas, patrocinadores e pessoas envolvidas com o futebol. Em declaração à AP, Pieth admitiu que vários pontos de sua proposta terão de passar por “duras negociações” dentro da própria Fifa.

    Nesta segunda-feira, no lobby de um hotel luxuoso de Zurique, Michel Platini e Chuck Blazer, dois dos membros do Comitê Executivo da entidade, debatiam o impacto das propostas.

    Pieth afirmou que seus especialistas não ficaram satisfeitos ao descobrirem que a Fifa basicamente jogou para baixo do tapete diversos escândalos, inclusive envolvendo os pagamentos de subornos pela ISL a cartolas.

    Segundo a rede BBC, o escândalo envolve Teixeira e Havelange. “A Fifa tem regras e ofensas que podem ser punidas. Mas eles optaram simplesmente por não aplicá-las”, disse.

    A proposta é de que a Fifa aponte auditores para investigar corrupção e desvios, com poderes reais para punir. O único auditor hoje na entidade é Franco Carraro, ex-presidente da federação italiana de futebol e que, em 2006, foi pego em escutas telefônicas convencendo a arbitragem a ajudar a Lazio. Carraro foi demitido na Itália. Mas na Fifa avalia as contas da entidade até hoje.

    Pieth não esconde que sua preocupação não é a de proteger a velha geração que hoje está na Fifa e quer criar um mecanismo para permitir que pessoas suspeitas sejam afastadas.
    Para ele, a estrutura hoje permite que pessoas corruptas entrem na entidade e permaneçam lá. “Eles têm uma reputação horrível. A Fifa perdeu certas pessoas de seus altos quadros recentemente. Isso é muito ruim para eles e precisarão arrumar a casa rapidamente”, defendeu.

    Pela proposta, Pieth estabeleceria um sistema pela qual haveria maior controle sobre os cartolas. “Minha ideia é a de renovar a estrutura para que cada um (cartola) possa controlar o outro”, completou.

    A aprovação das recomendações não será um processo fácil. O Comitê Executivo da Fifa terá de dar seu sinal verde às propostas.

    O problema é que o projeto terá de contar com o voto justamente daqueles que poderiam ser alvo de punições, caso a proposta avance.

    Publicado por jagostinho @ 15:02



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.