Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03mar

    BLOG DO MILTON ALVES

    O fato político da semana foi o anúncio da candidatura de José Serra(PSDB) para a disputa da prefeitura de Sâo Paulo.

    A postulação de Serra causou um grande impacto no cenário da disputa: estancou o avanço da candidatura de Haddad(PT) e deslocou definitivamente o atual prefeito paulistano Gilberto Kassab(PSD), que fazia acenos ao PT.

    Além disso, nas hostes tucanas, a candidatura de Serra está sendo metabolizada, o que varreu a pretensão de outros postulantes. Resta saber como isso vai ser digerido no futuro e na própria condução da campanha eleitoral.

    A dupla Kassab/Serra apostou numa cartada de alto risco na tentativa de abrir um novo espaço político, fora do eixo Lula-Dilma e da alternativa tucana, representada pelo anêmico Aécio Neves(PSDB).

    Uma aposta que visa também, se vitoriosa, atrair no futuro o espectro de centro das forças políticas, hoje, situado na base de apoio do governo da presidenta Dilma Rousseff.

    O atual prefeito paulistano tem demonstrado astúcia política na condução do seu elástico PSD e a aliança com ambicioso Serra foi uma jogada, sobretudo, para minar os movimentos de Aécio Neves e, por tabela, do atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

    Essa reviravolta aponta nessa direção: o tiro foi em 2012 e acertou nos arranjos tucanos de 2014. Ou melhor: é chumbo de grosso calibre na direção do mineiro Aécio Neves.

    Como dizia um político revolucionário do início do século passado: a prática é o critério da verdade.

    No caso, a estratégia da dupla Kassab/Serra vai enfrentar a incontornável verdade das urnas, e ainda a dura prova de uma renhida campanha eleitoral. Ambos colecionam poderosos e formidáveis oponentes.

    Para as forças do campo democrático e popular de São Paulo fica a necessidade de enxergar mais longe, concentrar forças, operar com amplitude e sintonia tática, apostando no aprofundamento do ciclo político vitorioso iniciado pelo presidente Lula em 2003.

    Publicado por jagostinho @ 17:10



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.