Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 14fev

    GAZETA DO POVO/MARCIO REINECKEN

    Petraglia ouve o ministro Aldo Rebelo na visita às obras da Arena

    Na explanação que fez na visita do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, a Curitiba, o presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia, garantiu que a Arena para a Copa 2014 será inaugurada no primeiro semestre de 2013 e que as obras começam mesmo a deslanchar a partir do mês que vem.

    Foi a primeira declaração do dirigente à imprensa desde que assumiu o comando do clube, em dezembro do ano passado.

    É para março que Petraglia espera assinar o contrato de financiamento com o governo estadual e receber a primeira parcela dos R$ 120 milhões que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinará à finalização do estádio.

    As negociações se arrastam desde o ano passado. Há duas semanas, uma reunião com representantes da Agência de Fomento Estadual – quem repassará o dinheiro proveniente do BNDES – deixaram o mandatário do clube esperançoso de que logo o Atlético finalize o empréstimo. O financiamento deverá ser pago em 15 anos.

    “Esses trâamites não são muito rápidos. Sabemos das minúcias e preocupação do banco. O modelo do Atlético é diferenciado, nós não temos uma grande empreiteira sendo responsável pela obra. É uma modelagem criada por nós para que os valores dos investimentos ficassem dentro dos orçamentos iniciais”, afirmou Petraglia.

    O presidente rubro-negro mantém o otimismo no negócio. “A Arena Copa está muito bem encaminhada. Nós vamos aparar algumas arestas e detalhar algumas exigências do banco principalmente em relação à segurança do empreendimento, de cronograma e valor. Com certeza, no mais tardar no mês de março teremos a formalização dos contratos e a liberação da primeira parcela.”

    Ministro
    Na visita às obras da Copa 2014 em Curitiba nesta segunda-feira (13), que também teve a participação do governador Beto Richa e do prefeito Luciano Ducci, o ministro disse estar satisfeito com o andamento das obras em Curitiba.

    “Minha vinda ao Paraná é quase para cumprir um protocolo como ministro, de visitar a cada três meses todas as obras da Copa. Nós não teremos qualquer problema no decorrer das iniciativas e dos prazos e consideramos que a Copa aqui já é uma realidade”, afirmou o ministro.

    Rebelo, contudo, disse desconhecer quando a verba federal será liberada. “Mas eu sei o mais importante: que elas serão liberadas”, enfatizou Rebelo.

    Mesmo que no site do Ministério do Trabalho, o portal de transparência coloque o valor total da obra como R$ 234 milhões, Petraglia garantiu que sua previsão de gastos permanece inalterada, em pouco mais de R$ 180 milhões.

    “Esse numero do ministério é o valor inicial de R$ 220 milhões do ano passado, corrigido pela inflação, mas ainda são valores brutos. Se nós excluirmos as isenções ele será aquele, em torno de R$ 185 milhões, ou seja R$ 184,6 milhões, em valores líquidos. Temos a possibilidade de uma redução de 20%. Se tirar isso dos R$ 234 milhões, verá que o valor fica muito próximo”, disse o dirigente atleticano.

    Publicado por jagostinho @ 12:34



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.