Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07out
    BEM PARANÁ

    O ex-deputado Fruet entre Lupi e Osmar Dias, ontem: “Um novo caminho, um recomeço” (foto: Franklin de Freitas)

     

    Faltando um ano para as eleições municipais, o ex-deputado federal Gustavo Fruet oficializou ontem sua filiação ao PDT, deflagrando na prática a corrida sucessória na Capital.

    Em ato público que contou com a presença do presidente estadual do PDT, ex-senador Osmar Dias, o presidente nacional licenciado e ministro do Trabalho, Carlos Lupi, e lideranças de vários partidos, Fruet reafirmou sua disposição de disputar a prefeitura de Curitiba na condição de candidato que oferecerá uma alternativa de renovação em contraposição ao grupo do atual prefeito, Luciano Ducci (PSB), que há décadas comanda a cidade.

    Até porque, apontou ele, o acúmulo de problemas em setores como o trânsito, a indústria das multas, os radares sob suspeita e a falta de solução para a questão do lixo demonstram, comprovariam que a atual administração perdeu a capacidade de planejamento e inovação.

    “Estamos assumindo uma convocação de trabalhar para construir o futuro de Curitiba. Um novo caminho, um recomeço”, afirmou Fruet.

    O ex-deputado lembrou que sua pré-candidatura foi legitimada pelas votações recebidas por ele nas últimas eleições na Capital.

    Em 2010, Fruet foi o candidato mais votado para o Senado em Curitiba, com 69% dos votos, além de ter sido o mais votado para a Câmara Federal por duas vezes.

    “O prefeito tem que ter um papel de liderança. Na política muitas vezes você é julgado não só pela ação, mas também por omissão”, avaliou, criticando a “relação de dependência” entre a prefeitura e a Câmara de Vereadores, esta última vivendo a pior crise de sua história, por conta das denúncias de irregularidades em contratos de publicidade na gestão de seu atual presidente, o vereador João Cláudio Derosso (PSDB), principal aliado político do prefeito Luciano Ducci no Legislativo.

    “O grande desafio é mostrar confiança e respeito pela cidade, que não é só de quem está na cadeira de prefeito”, disse.

    Fruet citou as recentes decisões da Justiça que proibiu a Urbs de continuar emitindo multas de trânsito, por conta de irregularidades na constituição legal da empresa.

    E também as denúncias envolvendo os radares da Capital, colocados sob suspeita de que multas eram apagadas, além de fraude em licitação e contratos. “Até hoje a questão das multas não foi esclarecida”, cobrou.

    “A questão do lixo também segue sem solução, sob pena de no ano que vem termos novamente inviabilizada a sua destinação”, observou.

    “Tudo isso mostra que falhou o planejamento da cidade”, disse.

    Inteligência — Sobre a filiação ao PDT, Fruet lembrou que em seis eleições, esteve ao lado do ex-senador Osmar Dias em cinco delas.

    A única em que os dois não estiveram juntos foi a do ano passado, quando o PSDB rompeu acordo com o pedetista, e só lançou Fruet para o Senado na última hora.

    Osmar, por sua vez, afirmou que o partido, mesmo sendo pequeno, estará unido em torno da candidatura de seu novo filiado.

    Ele contou ainda estar impressionado com as manifestações espontâneas da população em favor da candidatura do ex-deputado.

    “Espero que haja uma disputa entre projetos e propostas, e que a propaganda não seja  superior às ideias. Confio muito na inteligência da população de Curitiba”, disse.

    Osmar afirmou que caberá ao próprio Fruet o trabalho para buscar alianças com outros partidos, mas garantiu que ele também vai ajudar.

    Ele disse esperar que os partidos da base do governo Dilma Rousseff, que o apoiaram em 2010, como PMDB e PT, estejam unidos em torno da candidatura de Fruet.

    Osmar contou, inclusive, ter conversado com a ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmmann, na última segunda-feira sobre isso, disse que ela teria sido “muito receptiva” à proposta.

    Publicado por jagostinho @ 15:29



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.