Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 02out

    SITE DO PT-PR

    A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, participaram na manhã deste sábado, 1º de outubro, em Curitiba, de uma reunião com recém filiados e pré-candidatos a prefeito do PT nas eleições de 2012.

    Também participaram do encontro os deputados federais André Vargas, Zeca Dirceu, Ângelo Vanhoni e Doutor Rosinha e os deputados estaduais Péricles de Mello, Professor Lemos, Tadeu Veneri, Toninho Wandscheer.

    A reunião começou por volta das 10 horas. Aproximadamente 200 petistas de todas as regiões do Estado compareceram no evento, sendo cerca de 40 pré-candidatos a prefeito.

    “É um momento importante não apenas para o PT, para nossa militância, mas para toda a sociedade”, destacou.
     Durante o encontro, Gleisi falou sobre a conjuntura política, economia e eleições municipais.
    A ministra disse que a gestão da presidenta Dilma não vai permitir que a crise econômica afete o desenvolvimento do Brasil. 
    “A economia deve estar bem para que possa sustentar todas as políticias públicas do governo. O Brasil, no atual cenário econômico mundial, tem todas as condições de assumir uma posição de liderança e a presidenta Dilma e toda a equipe está trabalhando neste caminho”, disse.
    Gleisi destacou que a manutenção do desenvolvimento do Brasil passa pelas políticas de combate à miséria e na área da educação.
    “Não vamos sustentar nosso desenvolvimento se não houver grandes investimentos na formação e na qualificação de profissionais. Neste sentido, o governo Dilma lançou neste ano um programa que vai mandar 75 mil estudantes para as melhores universidades do mundo, para cursos de graduação e pós-graduação”.
    A respeito da conjuntura estadual, Gleisi cobrou do governo Beto Richa (PSDB) projetos estratégicos de longo prazo para o Paraná.
    O deputado André Vargas reforçou a cobrança da ministra. Ele citou o seminário realizado nesta sexta-feira, 29, na Assembleia Legislativa para debater as propostas do Paraná para o Orçamento Geral da União e para o Plano Plurianual (PPA) 2012-2015. 
    “O governo do estado não tem um projeto estruturante para o Paraná, de longo prazo. O governador está entregando ambulâncias, viaturas, fazendo anúncios de investimentos que são do governo federal e até agora não apresentou nenhum projeto estratégico para o estado. Isso ficou claro na reunião de ontem para discutir as propostas do Paraná para o PPA”, afirmou.
    O ministro Paulo Bernardo destacou que a conjuntura política nacional é positiva para o PT e o governo Dilma.
    Bernardo disse que está otimista com o aumento da representatividade do PT nas prefeituras do Paraná.
    O presidente do PT Paraná, deputado Enio Verri, foi representado pelo secretário de Finanças do Diretório Estadual, Zeno Minuzzo.
    Verri participou durante o sábado de eventos de filiações em Maringá.

    Publicado por jagostinho @ 09:38



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.