Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 28jun

    DA COLUNA DE CELSO NASCIMENTO/GAZETA DO POVO

    Alvaro Dias é senador. Foi eleito pelo PSDB em 2006 para um mandato de oito anos. Logo, se não tiver outros planos, certamente vai querer disputar a reeleição em 2014.

    Nesse caso, seu nome precisará compor a chapa do governador Beto Richa, que também buscará a reeleição.

    Como já é o ocupante da cadeira, pela tradição política a vaga de candidato seria naturalmente sua.

    Mas não é bem isso que alguns planejam para o seu futuro: a vaga de Alvaro voltou a entrar ontem no leilão de possibilidades que o governador Beto Richa oferece ao ex-deputado Gustavo Fruet, para que ele permaneça no partido.

    Ou melhor, para evitar que ele saia candidato a prefeito de Curitiba por uma frente oposicionista e torne mais pedregoso o caminho para a reeleição de Luciano Ducci (PSB), o candidato do seu coração.

    Alvaro não gostou de se ver antecipadamente preterido nas escolhas de Beto. Nem sequer foi consultado se estaria disposto a abrir mão da própria reeleição em nome desse projeto.

    Portanto, segundo ele, trata-se de um desrespeito da cúpula do PSDB paranaense para com ele.

    Entre outros fatores pelos quais acredita merecer melhor tratamento está o fato de se terem esquecido que ele é o atual líder da oposição no Senado – uma posição de destaque que nenhum outro parlamentar paranaense mereceu até hoje.

    O senador Alvaro Dias sabe que não terá dias tranquilos daqui para a frente. Se Gustavo Fruet sair do PSDB não significa que automaticamente estará assegurada a vaga para que se candidate novamente ao Senado.

    É que há mais gente de olho gordo e com força política para brigar por ela. Nesse caso, o primeiro da lista é o deputado Valdir Rossoni, que além da notoriedade que obteve como presidente da Assembleia, acumula o cargo de vice-presidente estadual do partido e a simpatia de Beto Richa.

    As diferenças entre o governador e o senador vêm de longe. O confronto atual é apenas continuidade de refregas mais antigas.

    Em 2010, por exemplo, Alvaro achava-se no direito de concorrer ao governo estadual e confiava na palavra escrita de Beto Richa de que não pretendia deixar a prefeitura para disputar o governo.

    Alvaro Dias sequer conseguiu chegar à convenção do partido, antecipadamente armada para garantir a indicação de Beto.

    Na campanha, o senador preferiu a neutralidade. Da chapa tucana apoiou apenas Gustavo Fruet, que foi candidato ao Senado.

    Em tempo: Fruet não aceita a oferta da vaga de candidato a senador. Sugere que ela seja oferecida ao prefeito Luciano Ducci.

    Publicado por jagostinho @ 09:08



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Míriam Disse:

    E a novela mexicana continua “asi pasan los Dias” : Beto – atreverás a negarlo o que te pido?

    Dias:- Sin duda, explicame bien sus planos.

    Beto: – No tengo planos para ti ,nuestro pueblo lo quieres. Serás imbecil?

    Dias: No soy imbecil, cuando yo hablo , tú te callas. soy lo mejor….siempre lo mejor…

    Fruet lhega rojo tine lo odio :- No y no. El pueblo quieres a mi, solamente a mi . Viveré por mi ciudad , viveré por mi pueblo.

    FIN

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.