Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 14jun

    Liderança do PMDB/Assessoria de Imprensa/Ronildo Pimentel

    A Assembleia Legislativa realizou nesta segunda-feira (13) uma homenagem aos 50 anos de fundação do BRDE, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. O banco público é responsável pelo incentivo ao desenvolvimento de empresas dos quatro estados do Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul).

    O deputado Caíto Quintana(foto), líder do PMDB na Assembleia Legislativa, destacou a data e lembrou que o banco esteve muito próximo de ser vendido para a iniciativa privada, junto com o Banestado, o antigo Banco do Estado do Paraná, privatizado em outubro de 200.

    “Sinto uma grande alegria de no dia de hoje poder usar a palavra neste momento que o BRDE comemora 50 anos de existência”.

    BANCO PÚBLICO – Caíto frisou que em toda sua vida pública, em nove mandatos, sempre fez uma defesa intransigente dos bancos públicos e de desenvolvimento.

    “O Sul do Brasil não poderia ter um desenvolvimento conjugado como região sul se não tivesse o BRDE”, disse.

    “E devido aos longos anos de mandato nesta Casa recordo do movimento encetado há muitos anos atrás, em que se lutou através de funcionários, diretores do BRDE, pela sua manutenção, porque havia um desejo inexplicável de acabar com bancos públicos, período que culminou com uma das grandes perdas do Estado do Paraná, que foi a venda do Banestado”, recordou.

    Segundo o deputado, restou o BRDE para o desenvolvimento do Paraná. “Inúmeras empresas, senhor presidente e senhor secretário (estadual da Fazenda, Luiz Carlos) Hauly, hoje de médio e grande porte, nasceram através do BRDE”.

    “E não nasceriam de forma diferente, não fosse um banco público que pudesse estabelecer juros condizentes, que pudesse adaptar dentro do prazo as condições de pagamento para que nós tivéssemos o desenvolvimento de novas empresas”, destacou.

    BANDEIRA – O deputado disse que é sumamente importante a reafirmação, nesses 50 anos, na existência cada vez mais sólida do BRDE. “É uma bandeira a ser usada, mantida e fortalecida a cada instante, independente de quem esteja administrando esses quatro estados”.

    Para Caíto, os governantes dos estados do Sul tem a obrigação constitucional de administrar o Estado, mas não tem o direito de interferir na vida do empresário da região Sul que necessita de um suporte para continuar crescendo.

    “Saúdo o BRDE em nome dos deputados mais antigos envolvidos que estiveram nas lutas pela manutenção do Banco do Estado do Paraná como banco público”.

    “E também na luta pela manutenção do BRDE, que lembram os senhores chegava a se dizer na época que um ou dois bancos teria que ser liquidado, ou o Banco do Estado ou o BRDE. Lamentavelmente o Banco do Estado foi vendido, mas o BRDE continua forte como um carvalho”.

    “Espero que dure cada vez mais forte e mais sólido por muitos e muitos anos. Parabéns a sua diretoria e aos seus funcionários, que recordo tal como hoje lotaram as galerias naquele tempo em defesa da manutenção deste banco”, concluiu Caíto Quintana.

    Publicado por jagostinho @ 17:24



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.