Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 09jun

    Prezado Companheiro,

    Gostaria de registrar meus agradecimentos pela oportunidade concedida na última reunião do nosso Conselho Deliberativo, ocasião em pude fazer a exposição das minhas ideias e propostas.

    Gostaria também de me desculpar por, em certos momentos, não ter conseguido separar alguns comentários sobre questões pessoais daqueles envolvendo os desafios pelos quais o nosso clube passará.

    Infelizmente, durante todo esse tempo em que estive afastado, eu e minha família sofremos muitas injustiças e calúnias que dificilmente serão esquecidas gerando, por conseguinte, esse nosso inevitável sentimento de defesa.

    Condução da reunião – Apesar de ter feito a minha explanação, não a fiz da maneira que gostaria.

    Dada a importante relevância do tema, fiquei extremamente triste por não termos tido o tempo suficiente que a apresentação exigia, além da nítida mobilização de alguns participantes para tentar desarticular qualquer proposta que fosse realizada contrária aos propósitos atuais.

    A pauta não propiciou para que houvesse nenhum outro assunto em discussão e muito menos votação em cima do que de fato foi apresentado. Ficaram muito claros os equívocos e a falta de experiência dos responsáveis atuais em relação à Copa do Mundo.

    Foram utilizados argumentos que não condizem com a realidade para induzir a opinião do plenário com a intenção de postergar o início das obras e também de tentar angariar valores acima do disponibilizado pelo Governo.

    Orçamento – Também foram utilizados alguns exemplos como o orçamento de 222 milhões, sem sustentação, um valor que não é sólido.

    Disseram que os números que apresentamos estavam errados. Na seqüência falaram em uma segunda versão do orçamento, alegando que o correto seria o de 216 milhões, sendo que, durante a mesma reunião, o engenheiro Flávio Vaz confirmou o valor inicial de 222 milhões.

    Desapropriações – Outro exemplo extremamente incorreto foi o de que a Prefeitura não fez absolutamente nada até agora em termos de desapropriações.

    Como eles fariam algo se, como Instituição,  nós não demonstramos em nenhum momento a real disposição em assumir nossa responsabilidade nos custos da ArenaFifa que sediará a Copa?

    Como eles vão retirar os moradores de suas casas e depois trazê-los de volta? Nesse momento histórico, nossos compromissos com o Poder Público, sociedade e, sobretudo, nossa apaixonada torcida são bem mais complexos do que podemos imaginar!

    Valores corretos – Os valores não serão os que interna e externamente estão sendo propagados.

    Podemos seguramente garantir a conclusão com no máximo 150 milhões e o nosso Clube precisará desembolsar, na pior das hipóteses, mais 30 milhões a serem pagos em 15 anos.

    A participação do Governo, além de direta com cerca de 120 milhões de reais, também ocorrerá com as desapropriações, em investimentos no entorno, com as licenças ambientais, com a regularização do rio, entre outros.

    A soma de tudo isso chegará a mais de 200 milhões de reais. Todo esse valor será agregado ao nosso projeto, ao nosso patrimônio, à ArenaFIFA.

    Riscos – Os riscos são sérios e eminentes envolvendo escassez de tempo e de desgastes com os Governos Federal, Estadual e Municipal.

    Com essas incertezas e o lapso de tempo decorrido, estamos encorajando os nossos adversários a crescerem cada vez mais.

    A oposição está sendo fortalecida no sentido de buscar outras alternativas de estádios para a Copa do Mundo ou até mesmo desistir de sediar o evento em Curitiba.

    Definitivamente não podemos perder esta oportunidade.

    Salto de qualidade – Este projeto será o segundo salto de qualidade do Atlético Paranaense em menos de 20 anos.

    Juntos, projetaremos nosso Clube para seguramente estar entre os melhores do Brasil e, conseqüentemente, das Américas.

    Com isso, facilitaremos a solução do complexo das Arenas. Os aspectos envolvendo fundações, remoções de terra, garagens, os cinco mil metros quadrados das áreas de imprensa serão investimentos antecipados para a construção da Areninha, algo que gira em torno de 50 milhões de reais.

    E para possíveis e prováveis parcerias para a Areninha – com o terreno, com a Arena FIFA e com este investimento -, o Atlético assegurará a não necessidade de fazer investimentos adicionais.

    PROPOSTA – A proposta, que não foi possível deixar totalmente clara na reunião face aos empecilhos já mencionados, é a condução independente do Atlético Paranaense para a conclusão desse projeto.

    O clube tem condições, experiência e competência para conduzir a conclusão de forma soberana sem a necessidade de contratação de grandes empreiteiras, que nos explorarão enormes somas de valores que economizaremos para investimento unicamente em futebol.

    Como já se passaram dois anos desde a nossa indicação para a Copa do Mundo e pela falta de um maior envolvimento, experiência e pelo desgaste havido, o objetivo é propor, na próxima reunião, a criação de uma Comissão para ficar responsável pela implantação do Complexo Esportivo = ArenaFIFA+Areninha!

    Uma comissão permanente, diretamente ligada ao Conselho Deliberativo, composta por conselheiros com experiência em todas as áreas que envolvem um projeto dessa magnitude, tais como finanças,  técnica, jurídica, de marketing, etc.

    Com isso, economizaremos as taxas de administração sobre preços, contratando empresas médias locais para a realização das obras e serviços,  pois o menor valor envolvido é exatamente o da construção civil.

    Os valores relevantes são de cobertura, tecnologia da informação, elétrica (iluminação, ar condicionados, elevadores), hidráulica, mobiliários e o novo gramado!

    Esta comissão seria referendada pela Assembléia Geral dos Sócios para que permaneça até o fim da construção, independentemente das eleições de dezembro de 2011.

    Este é o nosso compromisso e a proposta para concluirmos a Arena FIFA, participarmos das Copas de 2013 e 2014 e fazermos do Clube Atlético Paranaense um dos maiores clubes do Brasil e das Américas.

    Conto com o seu apoio.

    Um forte abraço e SRN,

    Mario Celso Petraglia

    Ex-presidente e Conselheiro

    Publicado por jagostinho @ 16:03



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Daniel do Vale Disse:

    É de imensurável ignorância não se aproveitar da experiência e conhecimento de MCP. Um empresário c/ toda essa bagagem não pode, jamais, ficar a margem do complexo processo que envolve a Copa do Mundo no Brasil. O CAP deve, antes de mais nada, ouvir e ponderar as inteligentes colocações desta carta aberta ao Conselho. Aí está o caminho das pedras.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.