Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 01jun

    UOL/NUTRIÇÃO

    Um estudo divulgado em pela Universidade de Wageningen, na Holanda, mostrou a relação entre o ritmo com que se come e a quantidade de calorias consumidas.

    Os pesquisadores constataram que comer devagar, colocando menores porções de comida na boca e mastigando por mais tempo, pode reduzir a ingestão de calorias e, consequentemente, ajudar na perda de peso.

    De acordo com os autores, essa prática faz que as pessoas se sintam satisfeitas mais rapidamente, fazendo-as comer menos.

    O teste revelou que as pessoas que permaneceram com o alimento na boca por nove segundos ingeriram, em média, 42 gramas a menos.

    Outra pesquisa, publicada na revista científica American Journal of Clinical Nutrition, mostrou que quando indivíduos comiam mais lentamente, mastigando cuidadosamente, eles consumiam 70 calorias a menos, além de se sentirem mais satisfeitas após a refeição.

    Acredita-se que isso acontece porque uma refeição mais lenta permite que o organismo humano dê os sinais naturais de saciedade, como distensão do estômago e mudanças nos hormônios associados ao apetite.

    Esses sinais, segundo a análise, alertam o organismo sobre a hora certa para se interromper o ato de comer.

    Segundo Mauro Scharf, endocrinologista, os estudos ainda são iniciais e é preciso que sejam feitas mais análises para constatar se isso acontece para todas as pessoas e com todos os tipos de alimentos.

    “Mas é inegável que comer devagar faz bem”, reforça o especialista.

    Os benefícios de saborear com calma o alimento são um dos principais focos da Slow Food, movimento internacional criado na Itália.

    Hoje, o movimento conta com mais de 80 mil associados e tem escritórios e apoiadores em mais de 120 países.

    O inverso do fast-food

    O slow food segue o conceito da ecogastronomia, conjugando o prazer e a alimentação com consciência e responsabilidade.

    A filosofia do grupo se baseia na ideia de que melhorar a qualidade da alimentação e arranjar tempo para saborear é uma forma simples de tornar o cotidiano mais prazeroso.

    Mauro Scharf lembra os cinco principais motivos pregados pelo slow food para comer devagar.

    O primeiro é perder peso. Segundo o movimento, o cérebro leva 20 minutos para processar que está satisfeito.

    Se a pessoa comer rápido, pode passar do ponto em que está satisfeita e acabar comendo mais.

    O segundo é apreciar a comida, fazendo das refeições um prazer gastronômico.

    O terceiro benefício é melhorar a digestão, já que, quanto mais trabalho se faz na mastigação, menos trabalho o estômago terá, podendo conduzir a menos problemas digestivos.

    O quarto é diminuir o estresse, pois comer devagar pode ser um grande exercício de concentração.

    Por fim, rebelar-se contra o fast-food e a vida corrida, tidos pelo slow food como um estilo de vida desumano e maléfico à saúde.

    Scharf lembra que o ideal é que se gaste pelo menos 30 minutos em cada refeição, mastigando várias vezes antes de engolir e em pequenas garfadas, para saborear melhor os alimentos.

    Outra dica é não se sentar à mesa com muita fome, pois assim acaba-se comendo tudo em poucos minutos.

    O especialista reforça que é importante começar a refeição com saladas verdes, já que as folhas exigem mais mastigação, além de serem muito importantes para o organismo.

    “Mas é sempre importante lembrar que temos de saber a quantidade diária de alimento necessário para cada pessoa, que depende de fatores como sexo, peso, atividade física e a idade”, finaliza o endocrinologista.

    Publicado por jagostinho @ 19:47



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Regina Disse:

    Parabens pelo Blog dar dicas interessantes. Gostei e vou recomendar.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.