Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 01jun

    Uol/Notícias

    Se você estiver pensando em viajar para e aprender inglês no exterior – no final deste ano ou no começo do ano que vem –, pode começar a se planejar.

    Segundo os agentes de viagem, o ideal é começar o projeto com, pelo menos, seis meses de antecedência.

    Os intercambistas brasileiros têm uma predileção por viagens associadas a cursos para aprender idiomas – principalmente entre aqueles com idade de 18 a 30 anos. E é um público que não para de crescer.

    Conforme informações da Belta (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais), o número de brasileiros que viaja para o exterior atrás de estudos subiu de 42 mil em 2004 para 170 mil em 2010.

    A estimativa é de que, em 2011, sejam 210 mil intercambistas pelo mundo.

    Where to go

    Há nove destinos em que a oferta de cursos do idioma se destaca.

    Segundo a agência Central de Intercâmbio, os países são os Estados Unidos (que abrange 32% da procura), Canadá (27%), Reino Unido (19%), Austrália (2%), Nova Zelândia (2%), África do Sul (2%) e Irlanda (2%).

    Na lanterninha, com menos de 1% desse mercado, estão a Ilha de Malta e a Escócia.

    Antes de se decidir, é bom pesquisar informações sobre o país e sua cultura, além de averiguar qual é a melhor época do ano para fazer a viagem.

    “Por exemplo, nos Estados Unidos em janeiro, você encontrará um clima hostil de inverno rigoroso, com nevascas que farão você perder alguns dias de aula”, comenta a presidente da Belta, Maura Leão.

    No país norte-americano, a procura vai além de opções para aprender a língua: high school (ensino médio), au pair (programa em que o intercambista trabalha em casa de família) e o working travel (trabalho temporário).

    Pouco conhecidos

    Com menos de 1% no ranking da procura, a Ilha de Malta tem o inglês como língua oficial, apesar de o maltês ser o idioma mais comum.

    Segundo Samuel Lloyd, da STB (Student Travel Bureau), é um país procurado pelas baladas e belas paisagens. “É o destino ideal para quem quer estudar e fugir de brasileiros”, afirma.

    A África do Sul é a mais buscada por quem quer estudar inglês e ama surfar. “Ainda é um país muito exótico para os brasileiros”, afirma Maura, da Belta.

    O país tem o custo de vida mais baixo comparado a outros destinos, não pede visto para permanência de até três meses e é de fácil adaptação, uma vez que o clima é bem parecido ao brasileiro.

    Publicado por jagostinho @ 16:27



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.