Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 27maio

    Agência Senado

    O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), afirmou nesta quinta-feira (26) que a

    Alvaro:- "as oito restantes já estão prometidas"

    oposição vai conseguir as assinaturas de senadores exigidas para criação de Comissão Parlamentar Mista de Inquérito com objetivo de investigar o aumento de patrimônio do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci.

    Segundo o senador, o requerimento da CPMI tem atualmente 19 das 27 assinaturas necessárias no Senado. As oito restantes já estariam prometidas por senadores, inclusive da base do governo. Para a criação da CPMI, são necessárias ainda assinaturas de 171 deputados.

    – Teremos novas adesões na próxima semana. Vários senadores pediram apenas que esperássemos as explicações do ministro Palocci ao procurador-geral da República. Se não forem convincentes, eles irão assinar o requerimento – afirmou Alvaro Dias.

    Caso a oposição não consiga a adesão de deputados federais em número suficiente para uma comissão mista, os senadores pretendem apresentar pedido para criação de uma CPI apenas do Senado. Para isso, farão um novo requerimento, a ser assinado pelos mesmos senadores que já aderiram ao da CPMI.

    Na semana passada, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, deu a Antonio Palocci prazo de 15 dias para que esclarecesse fatos relativos à denúncia publicada pelo jornal Folha de S. Paulo de que seu patrimônio cresceu cerca de 20 vezes nos últimos quatro anos. Gurgel teria repassado ao ministro os questionamentos feitos à PGR em representações assinadas pelo PPS, DEM e PSDB. O prazo acaba no dia 4 de junho.

    Nesta quinta-feira, na tentativa de evitar a instalação da CPMI, Palocci apresentou suas explicações à bancada do PT no Senado. A conversa aconteceu no Palácio da Alvorada, com a presença da presidente Dilma Roussef e de ministros. Presente ao encontro, o senador João Pedro (PT-AM) saiu convencido de que não há nada de errado na conduta de Palocci.

    – Ele explicou tudo e está bastante tranquilo – garantiu.

    Convocações na CCJ e CMO

    A oposição no Senado aguarda também a votação, na próxima quarta-feira (1º), do requerimento de convocação do ministro Palocci na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). De autoria de Alvaro Dias, a proposição foi lida na última sessão da CCJ e deve constar na pauta da próxima sessão.

    Requerimento semelhante está para ser votado também na Comissão Mista de Orçamento. A proposta, de autoria do deputado Efraim Filho (DEM-PB), está na pauta da CMO para a reunião da próxima terça-feira (31).

    Publicado por jagostinho @ 10:26



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.