Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 21maio

    Recebi do amigo César Teixeira

    INCONGRUÊNCIAS PETISTAS

    Essa guerra intestina do PT tem tudo para acabar em septicemia. Dossiê daqui, dossiê de lá, Época, Veja, Folha, Globo, Nassif e quem mais chegar, estão convocados a participar desse espetáculo armado para esvaziar Zé Dirceu ou derrubar Palocci.

    Ou? Alguém já pensou que pode ser “e também ambos”?

    Embora a oposição esteja mais para Pepe Legal do que para Babalú – a analogia é infantil de propósito – não se pode perder de vista ou menosprezar a “ira santa” dos democratas e tucanos, mas o PMDB é um grande candidato a vilão nesse jogo.

    Sedento por cargos, pastas e mamatas o outrora maior partido do ocidente, hoje não passa de um balcão de negócios que tem como “patronesse”, o vice-presidente da república.

    Nos anos oitenta, falava-se do iminente risco da “mexicanização” do PMDB. Uma alusão ao PRI – Partido Revolucionário Institucional do México que teve o poder hegemônico entre 1929 e 2000 que na realidade era uma frente ampla que abrigava múltiplas facções e tendências alternando- se no poder, mas sempre sob a mesma batuta – bem, nota-se que qualquer semelhança não é mera coincidência e sim inspiração, já que desde a eleição de Tancredo, ainda no colégio eleitoral, o PMDB se mantém como membro ativo do poder e ainda, como por mitose, originou a formação de outros partidos análogos e com o mesmo objetivo romano: dividir para conquistar.

    É difícil acreditar que o mesmo PMDB que abriga Simon, tem como presidente de honra (honra?), Sarney. Que tem Jarbas possa ter Jader.

    Que abriga Requião possa acolher Moreira Franco, mas aí é que está. Não é o mesmo PMDB. Aquele, o velho de guerra, ainda vive, mas no ideal e nas lides de meia-dúzia de resistentes persistentes que se envergonham do modus- operandi da “turmona” do Temer.

    Por isso e muito mais, quando vejo os petistas de Ribeirão contra os petistas de mosquetão, trocando farpas e ferpas, denúncias e denuncismos, ainda no diletantismo do capital e trabalho, quando já chegaram ao poder, penso que mesmo sendo pixotesca, a oposição vai assistir de camarote a ascensão e queda do PT-PODER, capitulado, rendido e entregue ao PMDB, que por sua vez aceitará o “fardo” de governar mais uma vez, de novo, novamente.

    Publicado por jagostinho @ 14:57



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Míriam Disse:

    Alguém me disse que o O Rei Kião está lá em cima louco pra meter a mão no poder. Ele quer absolutismo.
    PSDB que cochile , pra ver.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.