Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 08maio

    Portal da Rádio Banda B/Greyson Assunção e Bruno Henrique

    Ontem (7), fez dois anos da morte de Gilmar Rafael Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, 20, em Curitiba, vítimas de um acidente de trânsito provocado pelo ex-deputado Fernado Ribas Carli Filho.

    Para lembrar a data e protestar contra a falta de julgamento do caso,  as famílias Yared  e Almeida, além de representantes do instituto Paz, fizeram uma manifestação na rua XV de Novembro, em Curitiba.

    Ribas Carli Filho ainda não foi julgado, e não há data para que o julgamento aconteça.

    Bruno Henrique
    Mães de vítimas de trânsito fazem protesto

     

    Segundo Cristiane Yared, mãe de Gilmar, eles realizaram a manifestação para que os casos de acidentes de trânsito não caiam no esquecimento.

    ”Estamos fazendo esse dia do abraço para demonstrar a dor de todas nós mães que perdemos nossos filhos. Isto também é importante para cobrar atitude dos nossos governantes para que se tomem algumas medidas para que esses acidentes diminuam”, afirmou.

    Carli Filho é acusado de duplo homicídio doloso e de forma qualificada. O juiz da 2ª Vara do Júri de Curitiba decidiu que Carli Filho deveria ir a júri popular, mas sua defesa recorreu da decisão no Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná.

    Yared faz um apelo para a justiça. “A justiça tem que se colocar no nosso lugar, pensar na dor de todas essas mães que estão aqui. Algo tem que ser feito para que a nossa justiça puna de forma rígidas os culpados”, declarou.

    Na última segunda-feira(2), os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do TJ receberam o recurso, que foi encaminhado para a Procura­doria-Geral do Minis­tério Público do Paraná, que deve dar um parecer em cinco dias.

    Após isso, a pauta retorna para a câmara criminal, onde os magistrados terão que decidir se o caso irá mesmo para júri popular ou transformar o crime de duplo homicídio com dolo eventual em um crime de trânsito.

    O Acidente

    O acidente aconteceu no dia 7 de maio de 2009, por volta da 1h da manhã. O ex-parlamentar estaria a 167 quilômetros por hora, além de estar alcoolizado no momento do acidente.

    Publicado por jagostinho @ 12:18



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • MÍRIAM Disse:

    Como é difícil para uma mãe ter que passar o seu dia com um enorme vazio dentro de si, enquanto outras desfrutam o abraço de seus filhos. Cristiane, tenho grande admiração por você , e, pela maneira como vem conduzindo a perda de seu filho de forma tão estúpida . Não é fácil conviver com um judiciário lerdo , lento e lesma. E isso torna nossas dores ainda maiores . Não desanime. Continue sua luta que ela não será vã.
    Acredite que acima de nós existe uma justiça muito maior : a Divina e esta, jamais falha!!

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.