Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 05jan

    Fonte:- Jornale/Economia/Mirian Gasparin

    Ouro e imóveis foram os investimentos mais rentáveis em 2010.

    Para 2011, os imóveis continuarão se valorizando, tendo em vista que a construção civil projeta um crescimento de 9% para o próximo ano, ou o dobro do aumento previsto para o PIB brasileiro.

    Mas, ao dirigir seus recursos em imóveis, o aplicador deve estar consciente de que está investindo num ativo seguro, porém sem liquidez imediata.

    Ou seja, um imóvel não se vende da noite para o dia, mesmo que o mercado esteja bastante demandado.

    Já o ouro, não deve continuar subindo tanto em 2011. Em 2010, diante das incertezas no mercado externo, o investidor correu para ativos considerados seguros, o que fez com que o ouro tivesse alta de 32%.

    Por conta da valorização deste ano e de uma economia mais tranquila em 2011, o metal precioso não deve se destacar.

    Para o investidor que não busca o curto prazo, as expectativas são de que a bolsa se saia melhor em 2011.

    Este ano, o índice Bovespa teve alta de apenas 1%, embora as ações de empresas ligadas ao setor de varejo tenham dobrado de valor ao longo do ano.

    O investidor de ações deve saber que como o mercado trabalha de forma globalizada, e de nada adianta a economia brasileira continuar crescendo se os problemas globais não forem resolvidos.

    Em 2011 teremos mais dados sobre a economia da Europa, com as divulgações dos PIBs, o emprego nos Estados Unidos deve melhorar e, no Brasil, o novo governo se comprometeu a combater a inflação e a reduzir os gastos públicos.

    Se as promessas da presidente Dilma realmente se concretizarem, o juro real deve cair depois do primeiro trimestre do ano, o que incentivará mais investidores a buscarem ganhos maiores na bolsa, fundos de ações ou em clubes de investimento.

    Aliás os clubes de investimento em ações se apresentam como uma boa opção para o pequeno aplicador .

    Já o dólar, se nada for feito, prosseguirá sua trajetória de queda, tendo em vista que o capital estrangeiro continuará entrando no País em busca de investimentos com maior retorno.

    Em 2010, o dólar comercial caiu 4%.

    Por sua vez, as aplicações no Tesouro Direto continuam sendo recomendadas. Estes papéis que são garantidos pelo governo federal devem repetir em 2011 a rentabilidade de 2010, ou seja, 12,5%.

    A poupança é recomendada apenas para pequenos volumes em dinheiro.

    Publicado por jagostinho @ 11:44



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.