Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 10nov

    Com a vitória por 3 a 2, nesta noite de terça-feira, no São Januário, diante do Duque de Caxias, o Coritiba, agora, matematicamente, está de volta à Divisão Especial do futebol brasileiro.

    Uma classificação com três rodadas de antecipação não é para qualquer umCoisa de gente grande.  Porém, nada veio de graça. Foi um trabalho de grupo executado de forma espetacular. Com tenacidade, bom senso, critérios e pouco dinheiro.

    Tudo começou com a permanência do treinador Ney Franco, que num ato digno dos grandes profissionais, aceitou um salário menor para restabelecer a verdade. Ou seja, conduzir o Coritiba, um campeão brasileiro, a um espaço que sempre foi seu.

    Uma comissão técnica enxuta que, sem grandes alardes,  executou seu trabalho de forma simples e objetiva. Foram valiosos para complementar os objetivos de Ney Franco.

    Um elenco de jogadores que jogaram focados, de forma sistemática, nas estratégias de jogo implementadas, de forma inteligente por Ney Franco, onde, com muitas mudanças de jogadores numa exaustiva competição, a forma de atuar era sempre a mesma.

    Este foi o grande trunfo do Coritiba. Mudava o time, mas permanecia a estratégia de jogo. Com isto, os pontos  necessários para a tão sonhada volta à Divisão de Honra, do futebol brasileiro, foram sendo acumulados e com 67 pontos, é o primeiro dos quatro que atingiu seu objetivo.

    Quanto aos dirigentes, quero destacar dois, que junto com tantos outros, foram especiais nesta conquista. Cito por que são meus amigos de longa data.

    O Vilson Ribeiro de Andrade conheci no meu tempo de repórter. Faz muito tempo. Décadas. Desde então, sempre sorridente, educado e apaixonado pelo Coritiba.

    E Ernesto Pedroso, campanheiro de bancos escolares, no querido Bom Jesus, nos tempos de científico. A vida separou-me de ambos. Mas guardo grandes recordações e fico feliz vendo-os comandar, com extrema competência e dedicação, o nosso coxa.

    Sobre o papel da Nação Alviverde nem há necessidade de comentar. Esteve sempre com a sua paixão. Este é um amor consolidado.

    Atenção, grandes do futebol brasileiro ! Ele voltou !!!

    Parabéns Coritiba !

    Publicado por jagostinho @ 10:37



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.