Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 05out

    PORTAL RPC

    Diferente das expectativas iniciais, a validade ou não da Lei da Ficha Limpa não vai alterar o quadro dos eleitos na Assembléia Legislativa do Paraná e Câmara dos Deputados nas eleições do último domingo.

    O Tribunal Superior Eleitoral divulgou no meio da tarde desta segunda os votos de todos os políticos do Paraná que tiveram seus registros negados pela referida lei.

    O mais votado foi Geraldo Cartário (PDT), com 30.577 votos. Na coligação da qual fazia parte, o candidato eleito que teve menos voto foi Dr. Rosinha, com cerca de 90 mil votos, ou seja, muito mais do que o obtido por Cartário.

    Entre os mais votados entre os que tiveram registro indeferido ficou Alessandro Meneghel, do PRB, (15.177 votos) que também não chegou nem perto de conseguir uma cadeira, afinal o candidato que se elegeu com menos voto foi Abelardo Lupion, que teve cerca de 80 mil votos.

    Nomes conhecidos como Antônio Belinati, Nilton Servo e Íris Simões tiveram poucos votos, principalmente porque era sabido que eles não devem escapar do enquadramento na Lei da Ficha Limpa.

    O Projeto de Lei, sancionado pelo presidente Lula em junho, proibe a candidatura de políticos condenados pela Justiça em decisão colegiada em processos ainda não concluídos.

    Os votos depositados nestes candidatos serão considerados como votos nulos. Caso a decisão sobre as candidaturas seja revertida no TSE ou no Supremo Tribunal Federal, estes votos voltam a ser contabilizados.

    Pelo Brasil

    Paulo Maluf (PP-SP), que recebeu 497 mil votos, poderia ter sido eleito deputado federal por São Paulo caso a lei não valesse.

    Se os votos forem computados, ele passa a ser o terceiro mais votado do estado.

    No Pará o candidato a deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) também estaria eleito.

    Confira a votação de cada um dos candidatos indeferidos:

    Geraldo Cartário Ribeiro (PDT): 30.577 votos
    Iris Xavier Simoes (PDT): 771
    Nilton Cezar Servo (PRB): 1.416
    Antonio Ricardo Dos Santos (PRB): 6.195
    Alcione Gonçalves Valentim (PSDC): 219
    Jose Chagas Dos Santos (PSDC): 2.245
    Jose Evanildo Alves Da Silva (PSDC): 534
    Adriana Popadiuk (PSDC): 161
    Maria Aparecida Leonel (PSDC): 780
    Michele Cardoso Costa (PSDC): 126
    Vera Lucia Fernandes Trotta Telles (PSDC): 684
    Valdenir Costa Cruz (PSDC): 57
    Guaraci Almeida Ribas (PSDC): 1.732
    Pedro Marcelino Dos Santos (PSDC): 1.606
    Nelson Zamarian (PSB): 1.025
    Rosângela Rolim De Moura (PV): 367
    Dalva Regina Raymann De Souza (PV): 313
    Josiani De Oliveira Deninski (PSOL): 339

    Deputado Estadual

    Leonildo Sandri (PRB): 2.411 votos
    Antonio Casemiro Belinati (PRB): 3.901
    Leandro Pierin Borges Da Silveira (PDT): 918
    Lucimara Dos Santos Rodrigues (PSL): 300
    Luiz Antonio Ferreira Pereira (PPS): 718
    Alessandro Meneghel (PRB): 15.177
    Erivan Passos Da Silva (PRTB): 198
    Jose Aparecido Da Rocha (PSDC): 297
    Jose Carlos Neves Da Silva (PMN) :7.443
    Erico Gilberto Cassou Muller (PSDC): 468
    Guaracy Prestes Ribas (PSDC): 320
    Luiz Pereira (PSB): 2.589
    Irineu Rodrigues Ribeiro (PV): 11.438
    Antonio Carlos Ribas Sauergier Dandrade (PV): 420

    Publicado por jagostinho @ 08:04



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.