Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 24set

    Delúbio Soares (*)

    O entrechoque das paixões políticas e a radicalização partidária, tão próprias do período eleitoral, quase sempre nos impedem de enxergar o óbvio: o que está em jogo não é a vitória do nosso candidato preferido ou do partido de nossa simpatia, mas o futuro de nossa terra e de nosso país.

    Com mais de meio século de vida nas costas, alegrias e sofrimentos, amigos em todos os partidos, profundas convicções democráticas e uma crença inabalável em nosso povo e no destino de grandeza que o espera, já consegui separar o joio do trigo e não ultrapasso a linha tênue que separa minhas preferências políticas, convicções ideológicas e torcida pessoal do direito que todos os demais tem de divergirem. Custou-me muito, mas me ajudou a ser mais brasileiro e mais democrata.

    A batalha será árdua até o dia 3 de outubro, no plano nacional. Com a eleição de Dilma Rousseff, ela será transferida para os Estados como Goiás, onde o segundo turno dará nova oportunidade de escolha com a volta dos eleitores às urnas.

    Teremos mais alguns dias para debater e refinar as propostas, testar os candidatos, aprovar os que nos convencerem com o que nos parecer melhor, mais sério e exeqüível para nossos Estados e rejeitar os que não nos conquistaram para suas idéias e propostas.

    Goiás assiste uma das campanhas eleitorais mais importantes e duras de sua história. Não deixaria de dizer que ela é paradigmática: divide a história de Goiás e sinaliza o caminho que o Estado trilhará em direção aos desafios do século XXI.

    Não é mais o Estado sertanejo e provinciano que está em jogo, mas o futuro da sétima economia do país, de uma agroindústria que se supera a cada safra, de um pólo tecnológico e automotivo, de cidades que nos surpreendem pelo crescimento e pela qualidade de vida de seus habitantes. Não mais somos um largo espaço geográfico perdido na imensidão do planalto central do país. Somos mais que isso, muito mais!

    O Goiás que vai às urnas é um gigante que o Brasil desconfiava de sua existência desde os primórdios de Pedro Ludovico, líder carismático e visionário que pensou grande e lançou as bases do Goiás do futuro.

    Tivemos governos marcantes como os de Mauro Borges e sua verdadeira revolução estrutural, o de Iris Rezende, líder nato e administrador invulgar, e o de Maguito Vilela, conciliador e laborioso, e agora vemos a luta de reconstrução empreendida por Alcides Rodrigues, que com o apoio decisivo do presidente Lula está retomando o patrimônio da CELG, a maior empresa dos goianos, consoante com o desejo e a expectativa de toda população.

    O Goiás que vais às urnas é todo ele grandeza, desprendimento e esperança. O ódio, a radicalização e a vingança não podem fazer parte do processo eleitoral pelo simples fato de não existirem no coração dos goianos.

    Não permitamos que se rebaixe ao nível da discussão estéril e improdutiva, da agressão pessoal e da ausência de bons propósitos, do personalismo e da violência pura e simples, uma jornada que deve ser de confronto de idéias e de projetos para os desafios que esperam um dos melhores Estados da Federação.

    Não se pode substituir o argumento pelo grito, nem a conquista de aliados a um projeto de governo pela vergonhosa cooptação de sócios para um projeto de poder puro e simples, sem compromisso com as carências e expectativas dos goianos.

    Há uma nova geração de empresários que estão sacudindo a economia de Goiás e vencendo as fronteiras do mundo com nossos produtos. Há uma nova geração de intelectuais e artistas que estão renovando a cultura goiana e recebendo os aplausos pelo talento enorme que demonstram.

    Há uma nova geração de políticos sérios e competentes, que está prestes a assumir o comando de Goiás, dentro em breve, representada por figuras como o prefeito de Anápolis, Antônio Gomide, o de Goiânia, Paulo Garcia, e o de Inhumas, Abelardo Vaz, dentre outros.

    Como símbolo desses goianos decentes e trabalhadores, com sua experiência administrativa consagrada tanto como governador de Goiás quanto como prefeito de Goiânia, com uma história de vida inatacável, tendo sido vítima da ditadura militar e sendo, nas palavras do presidente Lula, “uma lenda viva”, Iris Resende emerge como o nome que nossa gente levará, mais uma vez, ao Palácio das Esmeraldas como solução de alto nível, confiabilidade a toda prova e certeza de um tempo de paz, progresso e democracia em Goiás.

    Iris, um goiano que o Brasil respeita e reverencia, que tantos serviços prestou à sua terra e ao seu país, agora será a ponte para o futuro, cabendo-lhe a honrosa tarefa de mostrar o caminho a ser trilhado pelas novas lideranças que surgiram e que surgem a cada dia.

    Bem vindo, Iris, ninguém se perde no caminho da volta.

    (*) Delúbio Soares é professor

    Publicado por jagostinho @ 17:33



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

6 Respostas

WP_Cloudy
  • Eduardo Monteiro Disse:

    Vc é amigo do delúbio Jota? Respeito sua posição, mas não vejo proveito nesse espaçoque vc dedica a ele.

  • Adonis Disse:

    Jota parabens. Quem nunca pecou que atire a primeira pedra. É facil acusar. mas se fizermos um exame de consciencia veremos que todos erramos. Ou mais ou menos, mas erramos. Pelo que sei o Delúbio ainda não foi condenado. E gosto dos comentários dele e principalmente dessa sua atitude democrática e sem preconceitos, Jota !!

  • Marcelo Alves Disse:

    Um texto preciso. Concordo com o Delúbio e a Dilma vai se eleger em primeiro turno, e vai ajudar nos Estados em que os nossos candidatos vão estar na briga ainda.

  • Rogerinhooooo Disse:

    Nossa Presidente é um fenomeno e com certeza teremos um vitória de Dilma.

    Ele transfere muitos votos, não é a toa que o PT vai ter maioria no país, não preciso do Delúbio para me explicar isso.

  • Paulo Elias Disse:

    Jotinha,

    O texto dele é realmente muito bom. Mas você poderia nos dizer do que ele é professor?

    Hahahaha.

  • Tweets that mention Jota Agostinho » Arquivo do Blog » NINGUÉM SE PERDE NO CAMINHO DA VOLTA -- Topsy.com Disse:

    […] This post was mentioned on Twitter by Tadeu Alves , Vanda Régia, Delúbio Soares, Colnaghi, Jota Agostinho and others. Jota Agostinho said: NINGUÉM SE PERDE NO CAMINHO DA VOLTA – http://bit.ly/9qSF8s […]

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.