Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 16set

    SITE  ELTON WELTER 13166 DEPUTADO ESTADUAL

    Em pronunciamento na Tribuna da Assembleia Legislativa, Welter defendeu a criação da Lei Geral da Economia Solidária e Popular e da elaboração do Programa Nacional de Desenvolvimento Econômico Solidário.

    “ Com a aprovação desta lei para o Paraná, cria-se  um modelo de sociedade mais justa e com menos desigualdade. São caminhos para diminuirmos as desigualdades sociais e financeiras”.

    Durante audiência pública sobre economia solidária que aconteceu durante toda a terça-feira, Welter explicou que “as cooperativas de crédito são sem dúvida exemplos de que o rendimento de uma comunidade, administrados por seus membros, rendem frutos sadios e permanentes”.

    Salienta que hoje as cooperativas alcançam o número de 1.500 em todo o Brasil, e que estas são responsáveis pela geração de emprego de aproximadamente 40 mil pessoas.

    “Não podemos esquecer que hoje elas agregam em seus quadros quase 4 milhões de associados”, diz Welter.

    O parlamentar acrescentou ainda que pode-se enumerar alguns exemplos de sucesso das cooperativas: o Sistema Sicred (que atende a agricultura), o Sicoob (que representa os pequenos e médios empresários) e a Unicred (do setor de Saúde).

    Dentro desses critérios, a Ancasol (Associação Nacional do Cooperativismo de Crédito da Economia Familiar Solidária – que no Paraná é representada pela Cresol) volta-se exclusivamente para agricultores familiares e visa criar instituições cujos donos sejam seus próprios sócios – maiores ou menores – todos decidindo como gerir seu patrimônio.

    O petista exemplificou que estas instituições fazem com que “os lucros sejam divididos proporcionalmente e os resultados obtidos, normalmente beneficiam diretamente as comunidades onde estas cooperativas estão inseridas”.

    Mas, segundo o parlamentar petista, o mais importante neste tipo de iniciativa é que o cunho social elimina a ganância e coloca a instituição num papel mais humano e solidário, sugerindo o equilíbrio entre o econômico e o social.

    Publicado por jagostinho @ 12:34



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • ilario zarembski Disse:

    Além disso a economia solidária estimula um novo jeito de pensar a vbida em favor de uma nova cultura, da solidariedade e da alteridade contra o individualismo e a concentração da riqueza.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.