Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 17ago

    ASSESSORIA DE IMPRENSA/EDUARDO MIRA

    O candidato ao governo do Estado pela coligação A União Faz Um Novo Amanhã, Osmar Dias, ouviu, na tarde desta terça-feira (17), as reivindicações do Movimento dos Pequenos e Médios Supermercadistas de Curitiba e Região Metropolitana. Durante o evento, Osmar se comprometeu a manter e ampliar a atual política tributária estadual destinada a pequenas e médias empresas.

    O encontro reuniu a maioria dos proprietários de supermercados da Região Metropolitana de Curitiba. Eles entregaram ao candidato um documento contendo reivindicações.

    O setor é grande gerador de empregos, em especial do primeiro emprego de centenas de jovens.

    O interlocutor do movimento, Marlos Kuzma, diretor da rede de supermercados Kusma, disse que a região de Curitiba conta com cerca de 240 pequenos e médios supermercadistas, e no Paraná são mais de 2.700 super e pequenos mercados. Em torno de 230 foram ouvir Osmar.

    O candidato do PDT ao governo lembrou aos empresários que as políticas sociais implementadas no governo Lula, como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Luz para Todos, resgataram para o consumo de alimentos uma multidão de 24 milhões de pessoas que viviam na miséria extrema.

    Outros 31 milhões ascendessem para a classe média, sofisticando o consumo.

    “Isso para vocês não é novidade, pois um novo mercado consumidor se formou no país e aumentou o poder aquisitivo da população, fomentando o comércio”, disse Osmar, reafirmando que sua candidatura assegura a manutenção dessas políticas no Paraná.

    Osmar também assumiu o compromisso de atender a primeira das reivindicações do movimento, a manutenção da atual política tributária estadual para pequenas e médias empresas.

    “Além de manter esta política, vamos ampliá-la”, afirmou. A faixa que se considera hoje como micro empresas (aquelas com faturamento anual de R$ 360 mil) será ampliada para R$ 480 mil.

    Pequenas empresas serão consideradas as que faturam anualmente até R$ 4,8 milhões e não mais R$ 3,6 milhões.

    “Este é um programa que multiplica seus efeitos pela sociedade, pois temos hoje 218 mil empresas classificadas como micro e pequenas, e vamos incluir ainda mais empresários neste processo”, acrescentou Osmar.

    Outras reivindicações feitas pelos empresários também tiveram a aceitação do candidato. Osmar prometeu políticas para que a Delegacia do Consumidor e a Vigilância Sanitária tenham postura de orientação e não apenas de punição aos supermercadistas, a melhoria da segurança na periferia – onde se encontra a maior parte dos pequenos e médios estabelecimentos comerciais, e a estudar a implantação de um “Cartão Supermercado” destinado a famílias mais pobres.

    O candidato a deputado estadual Jorge Bernardi (PDT) acompanhou Osmar no encontro com supermercadistas.

    Publicado por jagostinho @ 22:32



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.