Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 12ago

    TERRA/ELEIÇÕES

    Em entrevista ao Jornal das Dez, da Globo News, na noite desta quarta-feira (11), o candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, defendeu a aliança com o DEM e rebateu as acusações de envolvimento do partido com o escândalo conhecido como do “mensalão”, em Brasília.

    “O governador José Roberto Arruda fez muitas coisas erradas, está sendo punido ainda e foi mandado embora do DEM. Os que fizeram mensalão do PT, em maior quantidade, estão todos no poder, como o José Dirceu, que ainda está no poder e coordena a campanha do PT atualmente”, afirmou José Serra.

    O presidenciável do PSDB negou que seu candidato a vice, Indio da Costa, tenha a função de bater no PT. Ele voltou a ressaltar a participação de Indio como um dos líderes da aprovação da Lei da Ficha Limpa no Congresso.

    “O DEM é um partido aliado, disputa eleições no Brasil todo. O Índio era um dos nomes que estava na minha lista de possibilidades. Tinha na verdade uma outra hipótese, que era uma composição política no Paraná, que não deu certo”, contou.

    De acordo com o candidato, Indio já tem atribuições definidas caso eles vençam as eleições presidenciais. “Ele vai ter um papel importante no meu governo. Vai viajar pelo Brasil inteiro vendo como é que funciona os serviços governamentais.

    “Às vezes, a gente faz a melhor coisa do mundo e a pessoa da outra ponta, que tem que receber o serviço, não é bem atendida. Vamos ter pela primeira vez um vice que vai ajudar o presidente a governar melhor”, garantiu.

    Serra também respondeu sobre outros temas polêmicos, como o Código Florestal, discriminalização das drogas e arrecadação de sua campanha.

    Sobre o Código, Serra acredita ser um equivoco do governo levantar essa discussão em época de eleição.

    “Quando eu chegar lá, em seis meses, resolvo esse problema”, garantiu.

    O tucano disse ser contra a legalização da maconha e disse não se preocupar com a baixa arrecadação de sua campanha, que segundo levantamento parcial do TSE arrecadou menos que Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV), respectivamente.

    “Minha campanha não se faz com muito dinheiro. (…) Não é uma coisa que me angustie. Estou preocupado em ganhar as eleições”.

    Publicado por jagostinho @ 12:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • jardel Disse:

    Putz , o zé dirceu é importante mesmo !! Não é candidato a nadae o serra fica colocando seu nome na mídia. Sinal que o zé tem prestigio ainda , né??

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.