Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07ago

    BLOG  CLAUDIA WASILEWSKI

    Desde abril, venho observando surpresa, round após round. Requião e Pessuti não se entendem mais. Não imaginava uma transição calma, nem tão pouco que as coisas fossem tão longe.

    Sou tuiteira compulsiva e me sinto desconfortável lendo a troca de farpas, inúmeras vezes por dia.

    Os dois grupos usam como ataque BOB MAMONA e PANSSUTI, e não economizam em envolver ambas famílias. E me pergunto: – quando tudo isto começou?
    Roberto Requião pensava que renunciaria o governo e ficaria ao longe distribuindo as cartas.
    Pessuti assumiu para governar. Um não tinha intenção de se desconectar do poder, e o outro tinha vontade política e legitimidade para exercer o cargo.

    E o bicho começou a pegar quando foi negociada a dívida do Itaú. Como dizia meu irmão, todo mundo era dono da enchente.
    O dono da enchente não faz nada, sobe em uma cadeira e se põe a gritar: – puxe o sofá, carregue a geladeira, etc… Voltando aos dois, tudo foi se agravando.
    Pessuti começou a demitir, Requião a criticar a nova equipe. Pessuti, transformou a escolinha em itinerante e de imediato foi taxado de populista.
    Requião também foi taxado de populista quando tomou posse nos Cinco Conjuntos em Londrina. Só eu lembro disso?

    Poderia ficar aqui escrevendo por horas, já que acompanho pelo twitter o passo-a-passo desta encrenca.
    O Requião entra ao vivo no twitter, faço perguntas e sou criticada de imediato. Dou parabéns ao Pessuti porque restituiu as eleições diretas no Colégio Estadual do Paraná e passo a manhã me justificando.
    Esta briga poderia ficar restrita aos dois. Mas a prática é comum. Você pode concordar em 500 coisas, mas uma divergência é o suficiente para acabar com tudo.

    Vendo isto, me sinto aliviada em não estar mais filiada em partido algum e viver LIVRE/MENTE.

    Agora, que está péssimo está.
    No Colégio da Divina Providência, os dois iriam até a frente da sala de aula, para apertarem as mãos. Se liguem senhores, ninguém aguenta mais.

    Publicado por jagostinho @ 16:03



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.