Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06ago

    COLUNA DE CELSO NASCIMENTO/GAZETA DO POVO

    Dois dias depois de o presidente Lula ter feito o comício da Boca Maldita, o Ibope/RPC (*) foi a campo para aferir a tendência do eleitorado paranaense em relação à disputa pelo governo do estado e para o Senado no Paraná. E o que deu?

    Deu que o tucano Beto Richa manteve-se como preferido por 46% dos entrevistados, distanciando-se 13 pontos do adversário Osmar Dias, apoiado por Lula.

    É, no entanto, um exagero afirmar que a pesquisa registre reflexos do comício, sejam eles positivos ou negativos. O tempo foi curto demais. Há, porém, um fato inquestionável: o Ibope não só confirma, mas alarga a diferença entre os dois candidatos mostrada em recentes sondagens feitas por outros institutos, o Datafolha e o Vox Populi.

    Justifica-se, dessa forma, o revigorado otimismo reinante entre os tucanos e seus aliados, que até há poucos dias se mostravam preocupados com a insistente proximidade dos índices. Ao mesmo tempo, o Ibope serve para acender a luz amarela de alerta da aliança PDT/PT/PMDB apoiada pelo presidente Lula.

    Os osmaristas tentam passar tranquilidade: a campanha está apenas começando, seu candidato só se definiu há poucas semanas e o adversário está em campo há meses. Acreditam, também, que o crescimento da candidatura de Dilma Rousseff em todo o país, suplantando José Serra, ajudará a fazer crescer a própria onda no Paraná.

    Além disso, cochicham, há potentes balas na agulha para desconstruir a imagem do ex-prefeito de Curitiba. E apostam que a virada vai acontecer a partir dos programas eleitorais do horário gratuito na televisão.

    Já a aliança tucana se mostra satisfeita com os prejuízos que julga estar provocando no adversário, e promete manter a pregação sobre o perigo das ligações da chapa de Osmar Dias com o MST – mensagem que compensaria as deficiências de Beto Richa para conquistar o influente eleitorado do agronegócio.

    A disputa pelo Senado também não apresentou grandes variações em relação aos resultados obtidos por outros institutos. Os dois candidatos da frente liderada por Osmar Dias – Roberto Requião e Gleisi Hoffmann – mantêm-se na frente, respectivamente com 48% e 32%.

    Os dois apoiados por Beto Richa – Ricardo Barros e Gustavo Fruet – permanecem praticamente também com os mesmos porcentuais aferidos aferidos pelo Datafolha e Vox Populi, 15% e 11%.

    (*) Sob encomenda da RPC, a pesquisa Ibope ouviu 1008 entrevistados no período de 2 a 4 de agosto. Registro no TRE n.º 17416/2010.

    Olho vivo

    A obra…

    A Copel ganhou licitação promovida pela Aneel para construir a usina hidrelétrica Colíder, no Mato Grosso – a dois mil quilômetros de distância dos consumidores paranaenses. Antes, porém, de participar da concorrência, tomou uma providência fundamental: contratou grandes empreiteiras para, de fato, tocar a obra de R$ 1,2 bilhão. São as notoriamente de sempre: J. Malucelli, C.R. Almeida, Engevix, VLB Engenharia e Impsa.

    … e a multa

    Um dia depois de anunciar a Copel como vencedora da licitação, a Aneel anunciou também que decidiu multar a mesma Copel em R$ 1,1 milhão por “descumprimento do cronograma de obras das linhas de transmissão Gralha Azul – Distrito Industrial de São José dos Pinhais” – obra situada a 20 quilômetros da sede da empresa. A Aneel avisou que foram esgotadas todas as possibilidades de recurso. É pagar ou pagar ou multa.

    Trocarilhos 1

    O ex-governador Roberto Requião inaugurou um modo interessante de fazer sua campanha para o Senado: sempre que pode, responde ao vivo e diante de uma câmera, perguntas enviadas pelos que o seguem no Twitter. A pergunta chega por escrito e ele, na bucha, responde o que é possível. Anteontem ele repetiu a experiência e, segundo anunciou, 66 mil internautas participaram.

    Trocarilhos 2

    Se, de um lado, o contato direto é uma vantagem, de outro a rapidez com que as perguntas chegam embaralha sua capacidade crítica. E acaba sendo vítima de “pegadinhas” no mínimo constrangedoras. Por exemplo, a de mandar um abraço apertado para internautas que se identificam com nomes impublicáveis – embora ele os leia sem se tocar com os trocarilhos. São frequentes, também, as perguntas sobre seu apetite por mamonas. Ele responde dizendo preferir as caramelizadas.

    Trocarilhos 3

    Não falta também a defesa do irmão Eduardo. Segundo Requião, os dólares não eram dólares. E explica: “Ele foi roubado e não foi de dólares, mas sim de sua poupança”.

    Publicado por jagostinho @ 12:23



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy
  • Curioso Disse:

    Boa tarde Jota: gostaria de saber se essa pesquisa não deveria ser impugnada,pois pessoas entre 16 e 17 anos não são obrigadas a votar outro fato, é saber quantas pessoas nessa faixa de idade foram entrevistas e quais foram as cidades,não sou contra a participação do jovem no processo eleitoral, mas deve-se levar em conta que boa parte desta faixa de idade não vai votar no dia da eleição obrigado.

  • Rafael Disse:

    Vejam só:
    recebi um pesquisador do IBOPE sobre está pesquisa das eleições estaduais e, antes que ele me eperguntasse em quem eu votaria, perguntei para ele se ele conhecia os candidatos que logo me perguntaria: sua resposta, NÃO.
    Hehe dá para confiar?

  • Tweets that mention Jota Agostinho » Arquivo do Blog » O QUE DIZ O IBOPE -- Topsy.com Disse:

    […] This post was mentioned on Twitter by Desi, Jota Agostinho. Jota Agostinho said: O QUE DIZ O IBOPE – http://bit.ly/a951RP […]

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.