Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06ago

    Serra - Dilma e Marina antes do debate

    Enfim, ontem, na Band, aconteceu o primeiro debate entre os presidenciáveis. Com os três melhores colocados e mais o “entrão” do Psol, Plínio Arruda.

    Havia uma certa expectativa para o duelo entre Dilma e Serra. Ele, já experiente em embates na TV. Afinal, já foi candidato a prefeito, governador e presidente.

    Dilma fez a sua estreia. E nesta hora não é fácil, pois é a primeira nas pesquisas mais recentes e a torcida por escorregões seus era muito grande por parte dos tucanos.

    Marina, acostumada com a tribuna do senado, estava mais à vontade. Já o socialista Plínio era um franco atirador e aproveitou-se bem disto.

    Se alguém disser que houve vencedor estará, no mínimo, sendo imprudente.

    Cada um dos quatros teve bons e maus momentos.

    E como foi o primeiro, há que se dar o devido desconto aos participantes.

    Mesmo com algumas inovações, por parte da Band, o debate é um instrumento muito engessado e com tempos curtos para alguém expor claramente uma ideia, um projeto.

    Debate de TV é muito mais para derrubar do que para aumentar índices em pesquisas.

    Mas, resumindo, e muito, podíamos dizer o seguinte de cada candidato:

    Plínio – Mesmo sendo franco atirador, veio com uma ideia fixa do tal de “muro”. Invisível e imaginário o muro de Plinio tomou quase todo o seu tempo. Ele é do tipo que tem gente que gosta do que ele fala , mas não vota nele.

    Marina – Bem articulada, mas morna demais e surpreendeu com sua veia poética ao declamar um versinho para o Dado. Uma gracinha. E levou sua consideração final por escrito. Pontos na pesquisa, nadinha.

    Serra – Mesmo com toda bagagem, não foi claro nas ideias e jogou com detalhes  sem muita certeza. Insistiu com Dilma em assuntos sem peso(o transporte de deficientes, por exemplo), e nem tentou forçar uma escorregadela fatal para Dilma. E o ensaio de choro no final, foi muito estranho.

    Dilma – Nervosa, gaguejou muitas vezes(mas não foi só ela, não). E cometeu um pecadilho que poderia ter sido fatal: tratou de muitos números e isto é complicadíssimo num debate de tempos curtos. Precisa melhorar a postura e focar melhor as questões. Acertou em colar sua imagem à de Lula.

    Mas, o grande personagem da noite não estava presente. Foi o presidente Lula. E vejam se não tenho razão:

    – Serra evitou críticas ao presidente Lula.

    – Dilma enalteceu o governo Lula.

    – Marina e Plínio já foram Lula.

    As vozes experientes em política e comunicação sempre definem qualquer debate com uma pergunta:

    “ALGUÉM DEFINIU SEU VOTO COM ESTE DEBATE?”.

    Cada um que responda por si. Eu acho que muita água ainda vai rolar por debaixo da ponte.

    Contudo, se o ritmo e o tom forem estes, em outros debates, a turma da Dilma vai ficar muito feliz.



    Publicado por jagostinho @ 10:13



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

5 Respostas

WP_Cloudy
  • Sandra Disse:

    Achei que voto consciente, não pode ser voto de Dilma. o Brasil deve merecer representante menos pior, não é possível, falta noção de muita coisa pra ela.

  • Tweets that mention Jota Agostinho » Arquivo do Blog » MINHAS IMPRESSÕES DO PRIMEIRO DEBATE DOS PRESIDENCIÁVEIS -- Topsy.com Disse:

    […] This post was mentioned on Twitter by Jota Agostinho, Jota Agostinho, Osni Gomes, Jota Agostinho, BocaMaldita and others. BocaMaldita said: RT @blogdojota: @Boca_Maldita MINHAS IMPRESSÕES DO PRIMEIRO DEBATE DOS PRESIDENCIÁVEIS – http://bit.ly/crx8C7 […]

  • Pina Disse:

    Esse modelo de debate já deu o que tinha que dar!!!!
    Muito engessado e de morno para frio, achei chato e cansativo, a concorrência do
    jogo entre Inter e São Paulo estava muito mais interessante e dinâmica, portanto
    do que eu ví achei a Dilma insegura e gaguejando e Serra saiu-se melhor, mas mesmo assim bem a baixo do que se espera de um futuro Presidente com boas propostas, as candidaturas estão “pasteurizadas” e parecem todas iguais!!!!

  • Alex Disse:

    Ontem, além de morno, o debate se tornou chato. Chato porquê o Plínio só me fez gastar tempo. Parecia estar na UNE. Só tive uma certeza. Na Dilma realmente não dá. Dilma não é o Lula. Achei a Marina convincente apesar de usar muitas palavras “politizadas demais” fazendo com que a maioria da população talvez não a compreenda. Serra foi bem, mas não me surpreendeu. Só serviu para me clarear em quem não votar, mas em quem votar ainda estou em dúvida.

  • André Henrique Disse:

    Parabéns, Jota. Sua análise foi boa, fiz uma no meu blog também e estamos praticamente de acordo em tudo.
    Eu concordo com você, Dilma gaguejou, estava nervosa, mas não comprometeu, a continuar assim, bom pra ela.
    Serra não tem o mesmo talento que Mário Covas – e o próprio Fernando Henrique Cardoso – tinha de pegar um debate com as unhas e dizer: deixa comigo! Mas, com a ajuda dos marqueteiros, pode desgastar Dilma com a história da inexperiência, e comparar biografias. É provável que do lado do PT eles digam que Lula, antes de ser presidente, nunca havia tido um cargo executivo e que assumiu de um intelectual e fez mais. Será um grande argumento, mas não há como negar que Lula, em 2002, tinha bagagem política, perdeu várias vezes e cresceu, Dilma surgiu agora e do nada. Lula sofreu do mesmo mau de Dilma, em 1989, de despreparo com mídias, embora já tivesse o poder de se comunicar, sobretudo, com o povo. Há uma diferença enorme entre ele e Dilma. E de fato, Lula flutua por cima da carne seca há dois anos, de forma hiper-soberana!

    Abraços!

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.