Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03ago

    PORTAL TERRA/ELEIÇÕES

    A semana dos candidatos à presidência da República está movimentada. A quinze dias das propagandas eleitorais gratuitas em emissoras de rádio e televisão e a três dias do primeiro debate, tucanos e petistas mergulham nos preparativos.

    O candidato do PSDB, José Serra, tem feito reuniões com o seu staff formado por pessoas de diversas áreas de sua confiança. Para este primeiro debate, o tucano pretende apresentar seu currículo, sua história e seu preparo para governar.

    Serra irá levar ao debate suas propostas já apresentadas neste início de campanha. O tucano não pretende estimular a agressividade. Segundo um membro de seu staff, ele vai “preparado para a paz”.

    Num momento em que a troca de farpas já faz parte da campanha, os temas mais polêmicos, como o posicionamento político em relação ao MST por exemplo, serão deixados ao encargo dos entrevistadores presentes.

    Os tucanos sabem que a adversária petista, Dilma Rousseff, se municiou de dados e programas do governo federal. Serra, por sua vez, já vem se preparando e estudando dados de programas e como aprofundá-los.

    A candidatura dele não tem defendido uma ruptura econômica ou assistencialista. Portanto, o candidato, assim como já tem feito, continuará a explorar sua trajetória política no Estado de São Paulo.

    Serra defendeu nesta segunda-feira (2) o debate de ideias e propostas entre os candidatos e afirmou estar “diariamente preparado”. Embora a orientação não seja incitar a polêmica, o tucano está sendo preparado para abordar temas mais quentes.

    Nas últimas semanas, as discussões se acirraram em torno de assuntos como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), o MST, o Irã e o conflito diplomático entre Colômbia e Venezuela.

    “Todo dia numa campanha temos que estar preparados para o debate. E eu estou. Respeitando meus adversários, espero que seja um debate onde possamos efetivamente discutir ideias, propostas e mostrar o que cada um fez para o Brasil ao longo de sua vida pública”, afirmou o tucano durante visita à Associação Cultural Assistencial da Liberdade (ACAL), em São Paulo.

    Na TV Bandeirantes , o debate, marcado para as 22 horas desta quinta-feira (5), contará com a presença de Dilma, Serra, Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio, candidato do Psol.

    A emissora recomendou que os participantes utilizassem vias aéreas para chegarem à sede no Morumbi, por causa do possível trânsito causado pela semifinal da Taça Libertadores da Ámérica entre São Paulo e Internacional, de Porto Alegre.

    A partida e o horário tardio do debate são dois fatores que fazem diminuir as expectativas em relação à audiência e aos efeitos eleitorais da transmissão.

    A produção do debate também recomendou que os candidatos evitassem utilizar a cor azul, favorita dos tucanos, por causa do cromaqui, para evitar que o cenário e a roupa dos candidatos sejam da mesma cor, porque serão feitas projeções.

    Publicado por jagostinho @ 08:47



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Olavo Martins Disse:

    quem não quer temas polêmico é por que tem medo. Se liga vampiro !!

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.