Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18jun

    PORTA RPC

    O governador Orlando Pessuti disse nesta quinta-feira (17), em Cascavel, que o

    Pessuti: "vamos encontrar uma saída"

    governo do Paraná não vai investir dinheiro público para adequar a Arena da Baixada, escolhida para ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, mas ressaltou que será encontrada uma saída para cumprir os 30 dias de prazo estipulados pelo Ministério dos Esportes para seja apresentada uma proposta de viabilidade financeira à obra.

    “Nós assumimos com o Atlético o compromisso de ajudá-lo a resolver o problema. Ajudar não significa colocar dinheiro público e nós não temos como fazer isso na obra de um estádio que é particular. Vamos sentar com o Atlético e encontrar uma solução”, afirmou.

    Apesar de admitir que Curitiba corre o risco de ficar sem a Copa caso as exigências não sejam cumpridas, ele afirmou que o governo não ficará com ônus da retirada, se isso ocorrer, e consequentemente perder os recursos federais do PAC da Copa.

    “O governo do Estado não corre risco de assumir nenhum ônus nesse sentido. Aquilo que assumimos vamos cumprir, já estamos contratando as obras e com PAC ou sem PAC, com Copa ou sem Copa nós vamos dar um jeito de fazer”, afirmou.

    Pessuti disse que o governo está cobrando do Atlético as responsabilidades assumidas para adequar o estádio, mas disse que não pode ser virulento com o clube, como alguns defendem.

    “Afinal de contas nós sabemos que o Atlético assumiu os compromissos em cima de um caderno de encargos que foi apresentado à época, depois a Fifa alterou esse caderno e isso encareceu a obra em 80, 90, 100 milhões de reais”, lembrou.

    Segundo ele, com isso o Atlético se viu em dificuldades para resolver o assunto sozinho, principalmente pela crise financeira mundial ter feito com que alguns investidores que estavam propensos em construir o estádio deixassem o investimento de lado.

    Sobre o ultimato do ministro dos Esportes, Pessuti brincou com a situação antes de afirmar que o Estado vai encontrar uma saída.

    “Em primeiro lugar quero cumprimentar o ministro Orlando Silva, não porque ele se chama Orlando, com eu, mas porque mostrou que é um cabra de raça, um cabra de fibra. Ele está fazendo ao nosso governo do Paraná, a prefeitura de Curitiba e ao Clube Atlético Paranaense a cobrança que tem que ser feita”, concluiu.



    Publicado por jagostinho @ 09:00



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

4 Respostas

WP_Cloudy
  • Tweets that mention http://208.113.167.84/?p=18370utm_sourcepingback -- Topsy.com Disse:

    […] This post was mentioned on Twitter by . said: […]

  • César Teixeira Disse:

    “Vamos encontrar uma saída”.
    Sim uma saída. Saída da copa!

    O Pessuti ainda não se flagrou que não É governador. Está.

    Não elegemos isso aí. Um político, que é vice-governador e não consegue eleger um parente seu prefeito do seu município, acho difícil emplacar qualquer projeto com seus próprios votos, aliás, não tem votos próprios.

    Bem à propósito, o fim da copa no Paraná seria o melhor trabalho do gafanhoto Algaci a frente da tal secretaria da copa.

    Conheço “inocente útil”, mas não é o caso. Elefante útil, seria mais bem posto.

  • Harry Pote Disse:

    Pessuti deveria construir um novo Pinheirão. Chama O Onaireves que ele ensina hahahahaah

  • Henrique Favoro Disse:

    Parabens ao Pessutão. Mesmo atleticano roxo teve mais juizo que paixão. Dinheiro do povo é para hospitais , escolas, estradas, segurança.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.