Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 12jun

    ARTIGO DE SYLVIO SEBASTIANI NO JORNAL INDÚSTRIA&COMÉRCIO

    SEGREDOS DA DITADURA DE 64
    LIVRO DE LÉO DE ALMEIDA NEVES

    O ex-deputado Léo de Almeida Neves, membro da Academia Paranaense de Letras, agora no dia 7 deste mês,  realizou o lançamento de mais um livro para marcar a história da politica em nosso país.

    A apresentação foi na séde do BRDE, contando com a presença de inúmeros políticos, admiradores e amigos do ex-deputado federal e cassado pela Ditadura Militar, após 0 AI-5 no dia 13 de março de 1969, quando se preparava para disputar  a eleição para Governador do Paraná, no ano seguinte de 1970, data esta marcada que pelo mesmo Ato Institucional, foi cancelada.

    Léo era Presidente do MDB de Curitiba e eu era o Secretário-Geral,onde recebíamos os companheiros e amigos, na antiga sede do PTB, na Rua Pedro Ivo, 698. Com a cassação do Léo eu assumi a Presidência, pois os vices indicados se recusaram a atender a tarefa, naquele período conturbado pós AI-5.

    A nossa amizade teve uma continuidade ainda mais forte, quando ele me designou seu substituto no comando do MDB, sempre orientando e aconselhando a minha permanência na direção do Partido, que foi por mais dois mandatos.

    O motivo de sua cassação sempre foi para nós uma obscuridade, indagações eram constantes, pois Léo sempre foi uma Liderança na política paranaense, no PTB e no MDB.

    Declara ele que pela primeira vez no Brasil estará sendo divulgada na íntegra uma Ata do Conselho de Segurança Nacional de cassação de mandato, em reunião presidida pelo presidente Arthur da Costa e Silva, presente o vice e todo o ministério.

    Essa Ata  consta em seu livro, pois o Presidente Lula, a partir de 05 de março de 2009 ficaram liberadas para o público as Atas Secretas, e ele é o primeiro deputado federal cassado, que divulga os dados reunidos pelo regime, e adianta que faz em homenagem ao povo paranaense que o elegeu em 1966 o mais votado do MDB do Paraná.

    Nesta segunda-feira, quando do lançamento do livro, estive ao seu lado para  dar atendimento aos amigos e companheiros, familiares de antigos companheiros já falecido e admiradores de Léo de Almeida Neves.

    Nessa oportunidade revivemos um pouco na nossa vida na politica, que certo momentos chegamos até indo às lágrimas de tamanha emoção.

    Uma delas foi a presença do velho amigo Zola Florenzano, que com seus 97 anos de idade, foi  adquirir um livro do Léo, para um forte abraço emocionante e muita alegria, em recordar o nosso passado. Eu recordei ter em meus arquivos uma carta do Zola, de 1994, que termina dizendo:”Aproveito o ensejo para, também, comunicar-lhe a reativação do Centro de Estudos Marxistas Cem Par e da Editora Criatividades Editoriais Mayo Paranaense, que espero, contar com sua simpatia. Tudo acima de qualquer partidarismo, discriminação e Radicalismo”. Estampo aqui o envelope que guardo com muito carinho do velho marxista paranaense.

    Não irei aqui detalhar nomes de pessoas que lá compareceram, para evitar algumas mágoas, por esquecimento.

    Mas, termino este com a mensagem de meu querido amigo e velho companheiro de lutas políticas no PTB com o Senador  Souza Naves e no nosso MDB que levou este país à DEMOCRACIA.

    Escreveu Léo:”Ao querido amigo Sylvio Sebastiani, companheiro de memoráveis lutas políticas em favor do povo paranaense e brasileiro, que se notabiliza como estrategista e pela lealdade. Forte abraços, Léo de Almeida Neves”.

    Publicado por jagostinho @ 16:38



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy
  • Honorival Disse:

    Parabens para essas duas figuras realmente exponenciais da nossa política. Temos que respeitar nossos guerreiros. Leo e Sylvio que sirvam de exemplo para os nossos políticos.

  • Godofredo Disse:

    É emocionante relembrar desse nomes da nossa política. Sylvio e Léo tem que inspirar os jovens a entrar na política, pois do jeito que está, não vai dar mais.

  • Jorge Disse:

    Não pude ir ao lançamento do livro. Onde posso adquirí-lo?

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.