Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 30maio

    PARANÁ ONLINE/ELIZABETE CASTRO

    A doze dias do início do prazo das convenções, em 10 de junho, o eleitor paranaense ainda não sabe quem serão os candidatos ao governo nas eleições de outubro.

    À exceção dos tucanos, que estão em pré-campanha pelo ex-prefeito de Curitiba Beto Richa, e dos partidos nanicos com suas candidaturas quase anônimas, o que se tem no cenário são as possibilidades de candidaturas do senador Osmar Dias (PDT) e do governador Orlando Pessuti (PMDB). A decisão desses dois é que irá completar o quadro das candidaturas ao governo.

    Osmar e Pessuti estão enredados na mesma teia política. Se um for candidato, dificilmente o outro estará na disputa, a menos que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva(PT) consiga a proeza de convencer Osmar Dias a concorrer sem o apoio do PMDB, apenas assentado numa aliança com o PT.

    Nesse caso, Osmar teria a promessa de ter o PMDB ao seu lado em um provável segundo turno. O desenrolar das conversas, mantidas até agora, recomenda não apostar nesta hipótese. Entre outros fatores, a candidatura do senador Osmar Dias depende de Pessuti concordar em se retirar de cena. Mas não basta o governador aquiescer.

    É preciso combinar também com os deputados estaduais. Na última semana, Luiz Claudio Romanelli e Alexandre Curi voltaram a se movimentar para arranjar um jeito de apoiar, ainda que por baixo dos panos, a candidatura de Beto Richa ao governo.

    Numa convenção, eles poderiam apresentar a proposta, mas teriam dificuldade em aprovar, já que o PMDB estará na chapa presidencial do PT e, a combinação tucano-peemedebista não cabe na lei eleitoral.

    O fator Roberto Requião também interfere nesta decisão. Embora já não tenha mais o controle total do partido, Requião se sentiria pouco à vontade para colaborar com os planos de Romanelli e Curi.

    O ex-governador prefere se livrar de Pessuti como candidato ao governo e subir a um palanque com o senador Osmar Dias como candidato ao governo e ter a petista Gleisi Hoffmann como sua companheira de chapa ao Senado.

    Se Pessuti bater o pé e levar adiante a candidatura ao governo, o senador Osmar Dias ainda pode tentar um caminho para garantir-se na disputa. Convencer o PSDB nacional a remover Beto Richa para uma candidatura ao Senado e dar a ele a cabeça de chapa para o governo.

    Por mais remota que possa parecer a possibilidade, Osmar já teria tocado no assunto com o pré-candidato a presidente do PSDB, José Serra. Até a possibilidade de Beto ser vice de Serra para abrir espaço para Osmar disputar o governo foi levantada.

    No PT paranaense, todas as projeções já foram feitas. Se a aliança PT, PMDB, PDT não prosperar, há três situações possíveis. A primeira apoiar a candidatura de Pessuti ao governo.

    A segunda lançar o ex-prefeito de Londrina Nedson Micheleti como candidato e montar um palanque próprio para a ex-ministra Dilma Rousseff à presidência da República.

    A terceira alternativa nunca foi cogitada oficialmente, mas nos bastidores, é propagada de boca em boca. A saída petista seria esquecer a eleição ao governo e partir para uma solução heterodoxa.

    O partido do presidente Lula no Paraná canalizaria todos os esforços para a candidatura de Gleisi ao Senado e de Dilma à presidência da República. Algumas alas do partido acham que Gleisi tem musculatura suficiente para amparar Dilma no Estado sem ter que terceirizar a campanha presidencial.

    No leque de aliados de Beto, o PPS ainda ameaça com a candidatura do ex-deputado Rubens Bueno. No ambiente tucano, a maioria garante que Bueno quer mesmo é pressionar o PSDB a indicá-lo como candidato a vice-governador na chapa do ex-prefeito de Curitiba. Bueno garante, entretanto, que será candidato se houver disputa entre Osmar e Beto.

    Publicado por jagostinho @ 08:38



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

5 Respostas

WP_Cloudy
  • Manés Disse:

    Vamos começar uma campanha para os paranaenses votar em branco. Dai trocam os candidatos em outra eleição. Os que estão aí são todos uns babacas. TOOOOOOOOOOOOODDDDDDDDDDDOOOOOOOOOOOSSSSSSSSSSSS !!!!!!!!!

  • helena Disse:

    Só a vaidade prevalece. O povo que se dane. Uma vergonha esse papo furado de alianças pra lá e pra cá. Bando de imbecis.

  • Nelci Assunção Disse:

    oque interessa é que a dilma vai ganhar. O Osmar se não for trouxa vai estar com ela. Vamos barbudo. Decida logo !

  • Jacob Disse:

    Vou dizer uma coisa: se o osmar for candidato a senador apoiando o beto vai provar que não merece ser governador mesmo. Muito frouxo. E tem mais. Vai se desmoralizar de vez pois perde para o requião e a Gleisi. Bem feito . Lugar de cagão é em casa, no banheiro.

  • Tadeu Carnessano Disse:

    enquanto ficam fazendo esquemas e conchavos, o povo só está observando. Daremos o troco nesse bando de demagogos.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.