Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 22maio

    FERNANDO RODRIGUES
    DA SUCURSAL DE BRASÍLIA-FOLHA DE SÃO PAULO

    A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, atingiu sua melhor marca até hoje numa pesquisa Datafolha e está empatada com José Serra (PSDB).

    Ambos estão com 37%. O levantamento foi realizado ontem e anteontem com 2.660 entrevistas.

    A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

    Marina Silva (PV) aparece com 12%. Os que votam em branco, nulo ou em nenhum somam 5%. Indecisos são 9%.

    Na comparação com a última pesquisa Datafolha, realizada em 15 e 16 de abril, Dilma teve uma alta de sete pontos percentuais -de 30% para 37%.

    Já Serra caiu cinco pontos, saindo de 42% para os mesmos 37%.

    Essa é a primeira vez que ambos aparecem empatados no Datafolha, que traz outros números positivos para a petista.

    TV e Lula

    “O principal fato que pode ser apontado como responsável por essa alta da candidata é o programa partidário de TV que o PT apresentou recentemente”, diz Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha.

    Na semana passada, o PT foi à TV com vários comerciais de 30 segundos e com seu programa mais longo, de dez minutos. A estrela dessa investida de marketing foi Dilma Rousseff, com Lula como cabo eleitoral.

    Na pesquisa espontânea, quando os entrevistados não são apresentados a uma lista com os nomes dos candidatos, a curva da intenção de voto de Dilma continuou a descrever uma sólida curva ascendente.

    Ela tinha 8% em dezembro. Em abril, estava com 13%. Agora, foi a 19% e está isolada em primeiro lugar.

    José Serra pontuou 14% -ele também vem subindo nesse quesito, mas em ritmo mais lento.

    Ainda na pesquisa espontânea, há também 5% que dizem ter intenção de votar em Lula , que não pode ser candidato.

    Outros 3% declarar querer votar no “candidato do Lula”.

    E 1% respondem “no PT” ou no “candidato do PT”.

    Em tese, portanto, o potencial de voto espontâneo em Dilma pode ser de 28% -os seus 19% e mais outros 9% dos que desejam votar em Lula, em quem ele indicar ou em um nome apresentado pelo PT.

    2º turno e rejeição
    Quando são colocados na lista de candidatos os concorrentes de partidos pequenos, o cenário não se altera muito.

    Dilma e Serra continuam empatados, cada um com 36%. Marina tem 10%.

    E só dois nanicos pontuam: José Maria Eymael (PSDC) e Zé Maria (PSTU).

    Dilma também colheu bom resultado na rejeição: seu índice caiu de 24% para 20% enquanto o de Serra subiu de 24% para 27%.

    Marina também teve um resultado positivo, pois sua rejeição caiu de 20% para 14%.

    Na projeção de segundo turno, os dois estão tecnicamente empatados: a petista tem 46% contra 45% do tucano.

    Em abril, Serra aparecia dez pontos à frente da petista nesse quesito, com 50% a 40%.

    Publicado por jagostinho @ 05:24



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • salomão o verdadeiro Disse:

    E tudo aconteceu mesmo antes de junho chegar….

  • Gilmar Disse:

    Com as explicações da pra entender o pq a Dilma subiu, mas ninguém explicou até agora o pq o Serra caiu, e foi uma queda acima da margem de erro.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.