Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 17maio

    ASSESSORIA DE IMPRENSA DE GLEISI HOFFMANN/DÉBORA MATOS

    Gleisi com mais de 300 mulheres

    Representantes de todo Paraná participaram neste fim de semana, em Curitiba, da Plenária Estadual das Mulheres do PT. O evento, realizado no Hotel Elo Inn, reuniu vereadoras e lideranças de várias regiões, além da deputada Luciana Rafagnin e da pré-candidata ao Senado, Gleisi Hoffmann.

    Também estiveram presentes a secretária nacional de mulheres do PT, Laisy Morière, a presidente municipal do partido, Roseli Isidoro e a ex-secretária estadual de Ciência e Tecnologia, Lygia Puppato.

    A Plenária foi uma forma de incentivar a participação feminina na política, pois mesmo com a cota obrigatória de 30% das candidaturas, a presença da mulher ainda é pequena em cargos eletivos.

    Para Gleisi Hoffmann, as mulheres precisam se comprometer cada vez mais com o avanço das políticas públicas do país. “Temos que mostrar a importância da mulher em todos os segmentos da sociedade, inclusive na política.

    As mulheres precisam ter uma participação decisiva nas principais questões do país”, defende Gleisi. “As mulheres possuem um olhar diferenciado em relação à política pública. Graças a ex-ministra Dilma Rousseff,  o PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento)  prevê a construção de 6 mil creches e 8 mil unidades de saúde.

    “Precisamos investir em grandes obras, como estradas, pontes, usinas e aeroportos, mas também é preciso cuidar de nossas crianças e pensar no bem-estar das famílias brasileiras. Muitas questões são decididas na área política, por isso nossa contribuição é fundamental”, defendeu.

    A deputada Luciana Rafagnin reforçou a importância da participação feminina para a transformação da sociedade. “Temos o dom de gerar vida nova, por isso temos que pensar no futuro deles ajudando a construir uma sociedade melhor para vivermos”, frisou.

    “Nosso desafio é fazer com que as mulheres sejam mais respeitadas e valorizadas e possam ajudar cada vez mais a construir uma sociedade mais justa e fraterna”, acrescentou.

    Para Lygia Puppato,  é preciso que as mulheres se mobilizem para conquistar um espaço maior no cenário político. “Precisamos fazer uma revolução dentro de nossas casas, junto aos movimentos sociais, nos preparar para sermos candidatas e mostrar nossa competência. Avançamos com a cota de 30%, mas ainda é pouco. Não queremos mais ser atrizes coadjuvantes, temos que ocupar cargos de direção em movimentos sociais, estar à frente e ao lado dos homens”, enfatizou.

    A presidente municipal do PT, Roseli Isidoro, reconhece que a tarefa não é fácil, mas tem certeza que as mulheres estão preparadas para o desafio. “Se tem uma coisa que nós sabemos fazer muito bem é enfrentar dificuldades. As mulheres têm pré-disposição para superar todos os desafios, pois temos garra e determinação”, enalteceu.

    “Com certeza enfrentaremos muitas dificuldades, mas temos muita força, especialmente as mulheres do PT, porque somos mulheres construídas nas lutas sociais”, completou a secretária nacional de Mulheres, Laisy Morière.

    O resultado do evento foi à elaboração de uma carta da Secretaria Estadual de Mulheres do PT que será levada ao Diretório Nacional do Partido.

    O documento ressalta o grande desafio da candidatura de mulheres para as próximas eleições, o papel das mulheres na política e sua importância na busca de justiça social.

    Publicado por jagostinho @ 18:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.