Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06maio

    Assessoria de Imprensa Zeca Dirceu

    O ex-vice-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná), Zeca Dirceu (PT), adiantou nesta quarta-feira (5) que o Ministério da Saúde autorizou a construção de unidades básicas de saúde (UBS) em 55 cidades do Paraná. “São 17 milhões e cada unidade, dependendo do porte da cidade, vai custar entre R$ 200 mil e R$ 400 mil”, disse Zeca Dirceu.

    A região Noroeste, segundo Zeca Dirceu, tem muito que comemorar porque oito cidades serão contempladas com as UBS. “A região Noroeste vem a cada dia obtendo mais conquistas em âmbito federal, investimentos que antes não chegavam às nossas cidades e que agora estão melhorando a vida da nossa população”, disse.

    CONQUISTA – “As unidades básicas vão diminuir as filas nos postos de saúde e levar tratamento adequado mais perto da casa das pessoas”, completou.

    A construção das unidades de saúde nas cidades paranaenses, para Zeca Dirceu, é uma grande conquista que aponta que o Estado precisa, cada vez mais, ser bem representado em Brasília. “O Ministério de Saúde deve anunciar outra leva de mais 200 unidades. Dessas, vamos levantar quantas o Paraná vai receber”, adiantou.

    PSF – As unidades básicas de saúde serão construídas para receber as equipes do Programa Saúde da Família que dão assistência básica à população. O recurso do governo federal será para a construção da unidade e caberá ao município equipá-la.
    O Ministério de Saúde levou em conta, no caso dos municípios com até 50 mil habitantes, os indicadores de Fundo de Participação dos Municípios (FPM), renda per capita, Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

    Os municípios com população superior a 50 mil habitantes, a cobertura do Programa Saúde da Família foi o principal critério de seleção. O empenho para redução da mortalidade infantil foi observada nos dois perfis.

    MAIS UBS – Para o ano que vem, de acordo com o Ministério da Saúde, estão previstos investimentos de R$ 330 milhões. Mais 200 unidades devem ser anunciadas nas próximas semanas. A Unidade Básica de Saúde é uma estrutura de atendimento aos usuários do SUS, onde a comunidade deve conseguir resolver a maioria dos problemas, com qualidade.

    Todos os níveis de atenção são igualmente importantes, porém a atenção primária deve ser prioritária, porque possibilita uma melhor organização e funcionamento também dos serviços de média e alta complexidade.

    O objetivo das UBSs é solucionar os problemas de saúde de menor complexidade e, assim, desafogar os postos de saúde. Cada unidade é responsável pela saúde de todos os habitantes de uma determinada região da cidade, chamada de área de abrangência. Todo planejamento das ações de saúde da unidade é voltada para esta comunidade, entendendo as situações sócio-econômicas e priorizando grupos de risco.

    PROGRAMA – O Programa Saúde da Família é a principal estratégia do Ministério da Saúde para oferecer assistência básica à população. Equipes multidisciplinares – formadas por um médico, um enfermeiro e entre 5 a 12 agentes comunitários – atendem as famílias em ações de prevenção, recuperação, reabilitação de doenças, além de promoção e manutenção da saúde dessas comunidades. Os casos mais graves são encaminhados a unidades de saúde com melhor infraestrutura.

    Vejam as cidades contempladas: Altamira do Paraná, Altônia, Ângulo, Apucarana, Arapongas, Barbosa Ferraz, Boa Vista da Aparecida, Cambé, Cambira, Campo Bonito, Campo Mourão, Cascavel, Catanduvas, Cerro Azul, Cianorte, Clevelândia, Colorado, Coronel Vivida, Cruzeiro do Oeste, Curitiba, Diamante do Sul, Francisco Beltrão, Grandes Rios, Guairacá, Guarapuava, Guaraquecaba, Ibiporã, Itaúna do Sul, Ivaté, Japira, Jardim Alegre, Laranjeiras do Sul.

    E ainda: Londrina, Marilândia do Sul, Maringá, Matelândia, Nova América da Colina, Nova Tebas, Palotina, Paranavaí, Pinhais, Porto Vitória, Quatro Barras, Rolândia, Sabáudia, Santa Isabel do Ivaí, São João, São Sebastião da Amoreira, Sapopema, Tamarana, Tapira, Teixeira Soares, Telêmaco Borba, Terra Boa e Três Barras do Paraná.

    Publicado por jagostinho @ 14:04



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

6 Respostas

WP_Cloudy
  • fagundes Disse:

    aprendeu bem com papai. Isso sim é ser demagogo. Péssimo exemplo para os jovens pois é um político da nova geração. Começando mal.

  • nilso Disse:

    só fala mal do Zeca Dirceu quem não sabe as coisas boas que fez para sua cidade como prefeito. Cara integro e competente. Ele é ele. O pai dele é o pai dele.

  • bernardo Disse:

    pode até ser gente boa. Mas tá usando a maquina do coverno. Me admiro vc Jota publicar essas coisas no seu blog. Logo vc que é contra essas coisas.

  • Bia Disse:

    O Jota é imparcial. Publica matérias de todos os partidos. Nós é que temos que escolher na hora de votar. Parabens Jota.

  • Vitor Disse:

    Realmente não entendo o Fagundes e o Bernardo. Vocês são contra a conquista das Unidades Básicas de Saude ?? Acho que não importa o politico de qual partido seja, O meu municipio(Iporã) não foi contemplado e gostaria sinceramente que fosse instalada uma unidade básica de Saúde.

  • jagostinho Disse:

    Vitor

    Gostei de sua presença no meu Blog.

    Seja benvindo e comente sempre que achar interessante.

    Saúde e paz

    Jota Agostinho

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.