Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 05mar

    PARABÉNS PARA VOCÊ !

    Hoje é o dia do aniversário de Roberto Requião. Está governador do Paraná,  pela terceira vez. Completa 69 anos. Do Requião, pessoa comum, conheço muito pouco. O Requião, homem público, conheço bem.

    Meu primeiro encontro foi em 1981, no diretório do PMDB. De lá para cá, enquanto ele seguia uma vitoriosa carreira política, eu seguia minha vida na comunicação.

    Foi de deputado estadual para prefeito de Curitiba. De prefeito para governador. De governador para Senador e depois, mais duas vezes, governador.

    Na dura campanha para prefeito, em 1985, contra Jaime Lerner, nos aproximamos mais. Vou  relatar uma cena, que nunca contei a ninguém, mas que, definitivamente, deixou uma marca forte na minha memória.

    Talvez, essa minha admiração por Requião e tornar-me eleitor cativo dele, tem muito haver com o que vou relatar.

    Havíamos terminado um caminhada, nas filas de pontos de ônibus , na Praça Tiradentes. O governador José Richa estava junto. Houvera se afastado do governo para participar, em tempo integral, na campanha de Requião/Adhail.

    Estávamos saindo da praça em direção aos nossos carros, quando, ocasionalmente, Requião pondo a mão no meu ombro, perguntou o que eu estava achando da candidatura dele.

    Nesse momento, uma senhora simples aproximou-se e perguntou se podia fazer um pedido para o candidato Requião. Paramos. Só eu, Requião e a mulher.

    Ela, ingenuamente, em tom de súplica, indagou se Requião podia “arrumar” uma carteira de motorista para o filho dela, que estava desempregado. E completou dizendo que sua família era grande e todos os votos, então, seriam para Requião.

    Breve silêncio. Daí, com firmeza, mas muito respeitoso, Requião respondeu àquela mãe que preferia ficar sem os seus votos se o preço era agir de forma ilegal. A mulher, mesmo não entendendo direito, se afastou.

    Conto isso 25 anos depois. Com certeza nem ele lembra mais desta cena. Mas, para mim, passou ser a marca registrada de Requião.

    Eleito prefeito, tive a honra de ser convidado por ele a permanecer como diretor da limpeza pública de Curitiba, cargo que estava exercendo, durante a gestão de seu antecessor, o inesquecível Maurício Fruet.

    Tantos o criticam por seus momentos explosivos e de mau humor. Confesso que para mim é tudo muito estranho, pois comigo Requião sempre foi cordial e atencioso.

    E não falo isso para jogar pétalas. Afinal, tenho quase a idade dele. São apenas cinco anos de diferença. Ele faz hoje 69 anos e eu farei, em junho, 64.

    E vai aqui, também, mais um confidência que nunca declarei de público: Minha maior frustação na política, uma ciência que aprecio e estudo muito, é a oportunidade que nunca foi dada para que Requião pudesse ser candidato a presidente do Brasil.

    Sei que muitos desafetos, ao lerem esta postagem, estarão ironizando: o Brasil não merece Requião-presidente.

    Concordo. Só que a minha abordagem é diferente: o brasileiro não está preparado para ter um presidente como Requião. O que é uma pena.

    Roberto Requião, saúde e paz para você !



    Publicado por jagostinho @ 09:06



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

17 Respostas

WP_Cloudy
  • nascimento Disse:

    que rasgação de seda hein Jota. Mas como vc sempre diz: amigo é para se guardar no peito. Tambem sempre voto no requião

  • bia Disse:

    pelo menos vc está sendo sincero Jota. Gostei. Quero ser seu sua amiga, pois vc respeita seus amigos. Isso é bonito.

  • jacob Disse:

    achei desnecessario esse comentario. Podia dizer pessoalmente e nos poupar dessa louvação toda

  • tadeu Disse:

    recado para o Jacob: o Blog é do Jota e ele escreve oq quiser. Se vc não gosta pq acessa? Procura outro. Eu gostei e sou Requião sempre. O governador não é vaselina e demagogo como o Betinho, por exemplo.

  • lena Disse:

    me associo as homenagens ao maior governador do Paraná de todos os tempos. Queiram os recalcados ou não !

  • lima Disse:

    num mundo político cheio de hipocrisia a sinceridade de Requião choca mesmo. Parabens governador

  • lima Disse:

    Os bons incomodam muito os incompetentes. E Requião não compra a imprensa para falar bem dele. É corajoso. Por isso o povão o adora. Se elegerá sempre

  • fagundes Disse:

    Amigo é isso mesmo Jota. Parabens. E que o Requião viva mais 100 anos para desespero de muitos hahahah

  • neusa Disse:

    eu acompanho o Requião muitos anos. E nunca me arrependi de ter votado nele. Parabens pela suas palavras Jota.

  • darci Disse:

    a velha história. Ninguem bate em cachorro morto. E Requião é cachorro grande e brabo. Parabens governador.

  • osvaldo Disse:

    o povo não está acostumado a ver um politico que fala oq acha e não oq os outros querem ouvir. Requião é autentico. Parabens

  • oliveira Disse:

    Para mim tirando a sua amizade com o Chavez, no mais Requião é perfeito. Que viva 200 anos!!

  • barbosa Disse:

    vc e o requião são parecidos. Falam oq acham. Gosto disso. Personalidade forte.

  • armando Disse:

    Gostei de sua declaração de amor por requião. Pelo menos não é falso e traíra como uns e outros.

  • Carlão Disse:

    Ao governador meus cumprimentos, ainda tem muito chão para percorrer… é uma pena ele não ser candidato a presidência esse ano, pelo menos o circo ia pegar fogo.

  • Fernanda S. Disse:

    O Requião é meio maluco, mas eu só tenho a agradecer pelas benfeitorias no interior do Estado. É uma pena que ele tenha que sair.

  • Rock Disse:

    Jota Agostinho sua admiração por Requião e mais ou menos parecida com a minha, fui morar em Curitiba em Março de 1981, para trabalhar e estudar onde fiquei até Dezembro de 1989, jovem então pouco me ligava em política, mas eis que em uma noite vindo de minhas aulas e passando em frente do Club Morguenau , já que morava no Cristo Rei, observei uma grande movimentação e juntamente com o amigo que me acompanhava perguntamos a um senhor o que se tratava aquele movimento e o mesmo nos falou que era um encontro político, então perguntamos ao mesmo se poderíamos adentrar no clube ele nos disse que não teríamos problema algum e assim então o fizemos, logo após nossa entrada Requião foi chamado para se pronunciar, eu e meu amigo que até aquele momento embora não fossemos ligado em política fazíamos parte daquele batalhão Curitibano que sofria lavagem cerebral da imprensa, mas eis que Requião começa a fazer seu pronunciamento ferrenho com uma preocupação e sensibilidade social a qual até aquele momento nunca tinha percebido em quem quer que fosse, pois bem naquela noite Requião acabava de tirar dois votos alienados de Jaime Lerner na disputa da luta pela prefeitura de Curitiba. Passados alguns anos já de volta em minha cidade eis que fico sabendo que Requião seria candidato a Governador, reuni alguns amigos e expliquei da principal preocupação que Requião tinha pelo social e pelo Paraná e a maioria acabou aderindo a candidatura de Requião já no primeiro turno onde naquele momento nas pesquisas ele era o terceiro atrás de Martinez e José Richa, mas ele consegue chegar ao segundo turno contra José Carlos Martinez, o qual estava sendo apoiado por Collor e seu fiel tesoureiro Paulo Cezar Farias, o caixa II, mais famoso do Brasil, conforme o livro Noticias do Planalto, todos sabíamos que a pedreira seria difícil de ser quebrada já que a imprensa naquele momento era quase que na totalidade em favor de Collor e seus apoiadores entre eles Martinez, mais Requião e o PMDB não se assustaram e foram corajosos e venceram aquela difícil batalha e a venceram. Passados 4 anos Requião se candidata ao Senado e lá estávamos nos fazendo aqui no interior o nosso trabalho de formiguinha para mandar o Guerreiro para o Senado o que conseguimos, voltas então o mesmo mais uma vez enfrentar o Jaime Lerner,, desta vez pelo Governo, perde essa batalha já que desta vez Lerner sabendo o poderoso guerreiro que iria enfrentar faz suas tramóias inclusive com apoio da imprensa e derrota o Requião mas principalmente o Paraná, mas o nosso Guerreiro recupera as forças e na eleição seguinte derrota Álvaro Dias e depois Osmar Dias, passados então agora 4 anos depois da última batalha, estamos nos novamente em suas fileiras para enfrentar mais uma árdua guerra contra aqueles que querem continuar a destruição começada anos atrás e interrompidas pelo nosso Governador que agora tem um comandante bem treinado chamado Orlando Pessuti, que dara continuidade a luta por um Paraná cada vez mais forte e justo, Tenho um único arrependimento que é não ter votado em Requião para Deputado, pois não o conhecia.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.