Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18dez

    JORNAL DA BAND

    A 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) terminou nesta quinta-feira, em Brasília, com discussões sobre o aumento de impostos para a TV, rádio e telefonia.

    Apesar disso, avanços importantes foram aprovados pelos 1.684 representantes da sociedade civil, dos empresários e do governo.

    Da Confecom, saíram normas importantes, como a flexibilização do horário de exibição do programa Voz do Brasil; a reabertura das delegacias regionais do Ministério das Comunicações, facilitando a abertura de rádios oficiais e comunitárias; a garantia de distribuição de conteúdo nacional na TV paga; liberdade de expressão comercial; e a multiprogramação na TV aberta.

    João Carlos Saad, presidente da Abra (Associação Brasileira de Radiodifusores) e do Grupo Bandeirantes, faz um balanço positivo do encontro. “Acho que tiveram muitos ganhos… e desarmaram-se os espíritos”, disse.

    Entretanto, nem tudo que foi definido na Confecom trará benefícios à sociedade. Entre outras coisas, foram criados mecanismos de controle da informação, e propostos impostos progressivos sobre rádios e televisores de mais de 29 polegadas.

    O relatório final da Confecom segue para análise do Congresso Nacional, que definirá o novo marco regulatório da comunicação no Brasil.

    Publicado por jagostinho @ 09:08



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.