Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 05dez

    REUTERS

    Dilma-"ter de ser considerado"

    Dilma-"ter de ser considerado"

    A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, sinalizou nesta sexta-feira que a eleição presidencial do último domingo em Honduras terá de ser considerada, contradizendo a posição defendida anteriormente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    O Brasil, a Argentina e a Venezuela, entre outros países, consideraram o processo ilegítimo. O presidente Lula afirmou que somente reconheceria o vencedor Porfírio Lobo se o presidente deposto, Manuel Zelaya, fosse restituído ao cargo antes do pleito, o que não aconteceu.

    “Nós não estamos com Honduras, nós não estávamos discutindo eleição. Nós estávamos discutindo golpe de Estado. Há uma diferença muito grande entre uma coisa e outra”, disse Dilma em reportagem veiculada no Jornal Nacional, a bordo de um trem na Alemanha, onde acompanha Lula em uma visita.

    “Uma coisa é um golpe. Outra coisa é a discussão (eleitoral), tanto é que eu acho que esse novo processo vai ter de ser considerado”, acrescentou a ministra, dizendo que o Brasil deve continuar condenando o golpe que derrubou Zelaya.

    “Houve uma eleição. Agora, nós divergimos, que continuamos divergindo, é em chamar o governo do (Roberto) Micheletti de algo que não fosse um golpe de Estado”, disse a ministra.

    Zelaya foi deposto e expulso do país por forças militares em 28 de junho depois de irritar as elites hondurenhas por causa de sua aproximação com o governo da Venezuela e de suas tentativas de reformar a Constituição e disputar um novo mandato. O governo de facto é liderado por Roberto Micheletti.

    Nesta sexta-feira, o presidente deposto, que está abrigado na embaixada brasileira em Tegucigalpa desde que voltou clandestinamente a Honduras, em 21 de setembro, pediu em carta aos governos da América Latina e dos Estados Unidos que não reconheçam a eleição presidencial por ter sido organizada por um governo golpista.

    Publicado por jagostinho @ 08:31



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy
  • osvaldo Disse:

    alguem tem que ter lucidez nesse governo de malucos e imbecis

  • beatriz Disse:

    A dilma não é boba. Precisa dos americanos. Mas quem vai ganhar é a Marina.

  • fagundes Disse:

    essa aí agora virou cordeirinho. Como o lula nas campanhas dele. Fora PTezada!!

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.