Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18set

    GAZETA DO POVO.COM

    tn_280_651_Aramis-acCom um discurso inflamado em um restaurante de Curitiba, e pregando a criação de chapa única na eleição do Paraná, Aramis Tissot confirmou a sua candidatura à presidência do clube na manhã desta sexta-feira (18). “Venho pedir a união em torno dessa chapa. Peço aos demais que pensem e retirem a sua candidatura”, discursou Tissot, primeiro presidente da história paranista.

    Além dele, outro ex-presidente, José Carlos de Miranda, já anunciou que disputará a eleição marcada para o dia 11 de novembro. A atual presidente, Aurival Correia, ainda não confirmou se será ou não candidato à reeleição.

    A chapa Revolução Paranista, presidida por Tissot, conta com nomes importantes dos quase 20 anos de história tricolor – o 20º aniversário será comemorado em 19 de dezembro.

    A maioria dos ex-presidentes do clube já manifestou o apoio à chapa. São eles: Ernani Buchmann, Darci Piana, Ênio Ribeiro e Dilso Rossi. Somente Ocimar Bolicenho, atual diretor de futebol do Atlético-PR, e José Carlos Miranda, que será candidato, não fazem parte do grupo.

    escudoDentre as propostas, o grupo formado por ex-presidentes coloca como prioridade um projeto para recolocar o Tricolor na elite do futebol brasileiro. Para isso, eles prometem, se eleitos, montar um grupo financeiro, formado por 20 paranistas, com a liderança do empresário Renato Trombini.

    “Acabou o tempo do amadorismo, de tirar dinheiro do bolso para sustentar o futebol. Temos de criar uma empresa séria para que isso não acontece. Queremos critérios para contratações”, disse Trombini, garantndo que a chapa já conta com o apoio da Base, empresa que administra as categeorias de base do clube.

    Já Ernani Buchmann comentou que em abril de 2009, antes do início do Brasileiro da Série B, o grupo procurou a atual diretoria. Segundo o publicitário,a intenção era apresentar um projeto capaz de trazer o Paraná para a Primeira Divisão ainda este ano.

    Porém, segundo Buchmann, os dirigentes paranistas não quiseram conversa. “Era um projeto pro time subir. Tínhamos recursos para trazer um treinador de primeira linha do futebol brasileiro, um plantel que honrasse a camisa, dois jogadores de nome e um diretor de futebol remunerado”, garantiu.

    Além do ex-diretor de futebol do Paraná Clube, Amilton Stival (atual diretor da Federação Paranaense de Futebol), estiveram no almoço o presidente do Conselho Deliberativo paranista, Benedito Gomez Barbosa e o vice-presidente de marketing na atual gestão de Aurival Correia, Marcelo Romaniewicz.

    Depois da confirmação do nome de Aramis Tissot, nos próximos dias, devem ser confirmados os nomes dos candidatos a primeiro e segundo vice-presidentes da chapa.

    Publicado por jagostinho @ 15:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.