Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 14ago

     ABDO KHUDRY, UM VULTO PRECIOSO…HUMANISTA, IDEALISTA E DEMOCRATA

    Felizes são os homens cuja imagem não se apagará da memória dos seus amigos e contemporâneos.

    Verdadeiramente grandes homens são aqueles que com o passar dos anos nunca serão esquecidos.

    Partiu Abdo Aref Kudri, extraordinária figura humana que enalteceu o Paraná, que foi o grande orgulho de todos nós desta terra.

    Humanista, idealista. Democrata por natureza.

    Dentro da sua modéstia de parnanguara humilde, sempre procurou negar a todos seus amigos e admiradores metade do poder que lhe foi atribuído como um dos maiores líderes da imprensa do sul do Brasil.

    Como jornalista, advogado e empresário vitorioso da comunicação, fundador dos jornais CORREIO PARANAENSE e DIÁRIO POPULAR, doutor Abdo jamais concordou com a censura e com a perseguição política.

    Sempre abrigou profissionais pela sua competência.

    Nunca tomou atitude discriminatória contra seus companheiros de jornal.

    Nos nossos encontros dominicais na Boca Maldita, cercado de admiradores, doutor Abdo sempre pregou:

    “Não menospreze e nem prejudique ninguém, porque sofrer é muito diferente de fazer sofrer”.

    Do alto do seu talento e da sua enorme experiência, defendeu ardorosamente que a nossa geração ainda pode fazer do Brasil uma nova nação.

    Sobre o Paraná, sonhou e lutou com a concórdia, com a construção do futuro e, principalmente, “o esquecimento dos frutos que começam a apodrecer…”

    Há 13 anos sem a sua inesquecível Divonira, professora e advogada, pai de Soraya e Cristina, doutor Abdo gostava de percorrer o mundo, procurando descobrir o lado melhor   da natureza humana.

    Na sua existência fecunda e vitoriosa, há pouco tempo o velho mestre pronunciou as seguintes palavras que não me saem da mente:

    “Sempre sustentei pelos que discordam de mim, o mesmo afeto que sinto pelos que me são mais estimados”.

    Doutor Abdo Aref Kudri partiu nesta sexta-feira de manhã, 14 de agosto, quando o sol voltou a raiar no inverno de Curitiba.

    Ele soube fazer amigos.

    Seu bom-dia, nas manhãs de domingo na Boca Maldita, ao lado de João e de Sílvio, funcionários e amigos inseparáveis, sempre foi um estimulo a todos que o procuravam.

    Doutor Abdo Aref Kudri, um exemplo! Um caminho ! Um vulto precioso que o Paraná acaba de perder.-

     

    José-Maria Pizarro

    Publicado por jagostinho @ 20:44



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.